“Mal Viver”: Filme de João Canijo eleito o Melhor Filme nos Prémios Sophia 2024

Foram anunciados este domingo, dia 26 de maio, os nomeados para a 13ª edição dos Prémios Sophia, os “Óscares” portugueses, promovidos pela Academia Portuguesa de Cinema, sob o tema “Cinema é Liberdade”, como referência aos 50 anos da revolução de 25 de abril de 1974.

O anúncio dos vencedores decorreu no Casino Estoril, em Cascais, uma cerimónia que foi transmitida em direto na RTP2, e na qual o músico Luís Cília, um dos “cantores de Abril”, e o realizador Rui Simões foram distinguidos com o Sophia de Carreira.

Mal Viver“, de João Canijo esteve em destaque nesta edição ao ser eleito o Melhor Filme e Melhor Realização. A produção daMidas Filmes obteve ainda mais duas distinções na categoria de Melhor Atriz Secundária, com a prestação de Madalena Almeida, e na de Melhor Montagem.

Filme “Mal Viver”

Também “Great Yarmouth: Provisional Figures“, de Marco Martins, obteve quatro estatuetas, incluindo o de Melhor Atriz Principal pela interpretação de Beatriz Batarda, Romeu Runa como Melhor Ator Secundário, e ainda os prémios de Melhor Direção de Fotografia de João Ribeiro e Melhor Som.

Destaque ainda para “Amadeo” que arrecadou três Sophia: Melhor Guarda-Roupa, Melhor Direção de Arte e Melhor Maquilhagem e Cabelos. Por sua vez, “Nação Valente” obteve o prémio para Melhor Argumento Original, enquanto “Nayola” foi distinguido como Melhor Argumento Adaptado. O prémio de Melhor Curta-Metragem de Animação foi atribuído a “Sopa Fria” de Marta Monteiro. Miguel Borges foi distinguido como Melhor Ator Principal na sua prestação em “Não Sou Nada – The Nothingness Club“, de Edgar Pêra.

Confira o palmarés completo:

MELHOR FILME
VENCEDOR – “Mal Viver”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Nação Valente”
– “Não Sou Nada”

MELHOR REALIZADOR
VENCEDOR – João Canijo (Mal Viver)
– Carlos Conceição (Nação Valente)
– Edgar Pêra (Não Sou Nada)
– Marco Martins (Great Yarmouth: Provisional Figures)

MELHOR ATRIZ PRINCIPAL
VENCEDORA – Beatriz Batarda (Great Yarmouth: Provisional Figures)
– Anabela Moreira (Mal Viver)
– Carla Maciel (Légua)
– Joana Bernardo (A Noiva)

MELHOR ATOR PRINCIPAL
VENCEDOR – Miguel Borges (Não Sou Nada)
– João Arrais (Nação Valente)
– Rafael Morais (Amadeo)
– Rui Morisson (Sombras Brancas)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
VENCEDORA – Madalena Almeida (Mal Viver)
– Anabela Moreira (Nação Valente)
– Rita Cabaço (Great Yarmouth: Provisional Figures)
– Victoria Guerra (Não Sou Nada)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
VENCEDOR – Romeu Runa (Great Yarmouth: Provisional Figures)
– Albano Jerónimo (Não Sou Nada)
– Matamba Joaquim (Pátria)
– Victor Correia (Não Sou Nada)

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM
VENCEDOR – “Viagem ao Sol”
– “Águas do Pastaza”
– “O Que Podem as Palavras”
– “Super Natural”

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
VENCEDOR – “Nação Valente”
– “Não Sou Nada”
– “Légua”
– “Mal Viver”

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
VENCEDOR – “Nayola”
– “A Síbila”
– “A Arte de Morrer Longe”
– “Sombras Brancas”

MELHOR BANDA SONORA ORIGINAL
VENCEDOR – “Os Demónios do Meu Avô”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Não Sou Nada”
– “Vadio”

MELHOR SOM
VENCEDOR – “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Não Sou Nada”
– “Amadeo”
– “Nação Valente

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
VENCEDORA – “Caretos” (Os Demónios do Meu Avô)
– “What Is Fame After Death” (Não Sou Nada)
– “Lápis Azul” (Sombras Brancas)
– “Casinha” (A Minha Casinha)

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
VENCEDOR – “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Mal Viver”
– “Amadeo”
– “Nação Valente”

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
VENCEDOR – “Amadeo”
– “Mal Viver”
– “Não Sou Nada”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”

MELHOR GUARDA-ROUPA
VENCEDOR – “Amadeo”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Nação Valente”
– “Não Sou Nada”

MELHOR MAQUILHAGEM E CABELOS
VENCEDOR – “Amadeo”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Não Sou Nada”
– “Nação Valente”

MELHOR MONTAGEM
VENCEDOR – “Mal Viver”
– “Nação Valente”
– “Não Sou Nada”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”

MELHOR CARACTERIZAÇÃO/EFEITOS ESPECIAIS
VENCEDOR – “Não Sou Nada”
– “Amadeo”
– “Great Yarmouth: Provisional Figures”
– “Nação Valente”

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM
VENCEDORA – “Coney Islands – As Primeiras Vezes”, de Joana Botelho
– “A Arte da Memória”, de Rodrigo Areias
– “As Nossas Primaveras Passadas não Voltam Mais”, de Joel Cartaxo Anjos
– “Body Buildings”, de Henrique Câmara Pina

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO
VENCEDORA – “Sopa Fria”, de Marta Monteiro
– “Algo Que Eu Disse”, de Sara Barbas
– “Ana Morphose”, de João Rodrigues
– “Foxtale”, de Alexandra Allen

MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO
VENCEDORA – “2720”, de Basil da Cunha
– “As Gaivotas Cortam o Céu”, de Mariana Bártolo e Guillermo Garcia López
– “Corpos Cintilantes”, de Inês Teixeira
– “Monte Clérigo”, de Luís Campos

MELHOR SÉRIE/TELEFILME
VENCEDOR – “Rabo de Peixe”
– “Cavalos de Corrida”
– “Emília”
– “Salgueiro Maia – O Implicado”

PRÉMIO SOPHIA ESTUDANTE
VENCEDOR – “Défilement”, de Francisca Miranda – FBAUP
– “Kintsugi”, de Martim da Cunha – UCP
– “Praia da Aguda”, de Salvador Gil – ESAP
– “Seres Vivos”, de Margarida Fonseca – Ar.Co

PRÉMIO CARREIRA
Luís Cília e Rui Simões

PRÉMIO MÉRITO E EXCELÊNCIA
José Manuel Costa

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *