Mark Rylance associou-se a Steven Spielberg para um novo projeto televisivo

Mark Rylance (Não Olhem para Cima) e a sua esposa Claire van Kampen, dramaturga, compositora e diretora, uniram-se a Steven Spielberg e à sua Amblin Entertainment para um novo projeto televisivo, revelou o ator ao Deadline. “É um projeto histórico, sobre algo que aconteceu na história americana”, disse Rylance no Telluride Film Festival, no Colorado.

O ator estava relutante em discutir os detalhes no novo drama para TV, mas o Deadline descobriu que irá, em parte, explorar a Greve de Homestead, que começou em 30 de junho de 1892 e culminou numa batalha sangrenta entre trabalhadores em greve e oficiais de segurança que trabalhavam para a agência de detetives Pinkerton, contratados por Andrew Carnegie e Andrew Clay Frick.

O incidente ocorreu na Homestead Steel Works, uma grande empresa produtora de aço, na área de Pittsburgh, na Pensilvânia, uma das disputas trabalhistas mais sérias nos Estados Unidos, que resultou numa grande derrota para o sindicato e um retrocesso para os esforços de sindicalização da indústria do aço.

Rylance e van Kampen planearam criar um drama de palco sobre a indústria siderúrgica dos EUA entre a Guerra Civil e a Primeira Guerra Mundial. No entanto, sem realmente especificar o tema do projeto para a Amblin, Rylance disse: “Tenho trabalhado nisso como uma peça, e agora de repente percebi que poderia ser uma coisa de TV, e [Spielberg] concorda”, acrescentando que ele e van Kampen já completaram o tratamento do primeiro episódio.

Rylance, van Kampen e Spielberg são amigos íntimos há décadas. Spielberg dirigiu Rylance em “A Ponte dos Espiões” (2015), que lhe valeu um Óscar de Melhor Ator Secundário, “O Amigo Gigante” (2016) e “Ready Player One: Jogador 1” (2018).

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado.