Martin Scorcese envolvido no desenvolvimento da série “Gangues de Nova Iorque”

Martin Scorsese (O Lobo de Wall Street), que dirigiu a versão cinematográfica de “Gangues de Nova Iorque” (2002), um drama criminal que recebeu 10 nomeações aos Óscares, está agora envolvido no desenvolvimento de uma versão televisiva. Segundo o Deadline, o cineasta será produtor executivo e irá dirigir os dois primeiros episódios da série.

O guião será escrita pelo dramaturgo e argumentista Brett Leonard, e, tal como o filme, a série será baseada no livro homónimo de Herbert Asbury, publicado em 1927, que conta a história dos confrontos entre gangues rivais durante o final do século XIX. De acordo com fontes do Dealine, a série não seguirá os eventos do filme, nem apresentará nenhum dos personagens interpretados por Leonardo DiCaprio, Daniel Day-Lewis e Cameron Diaz.

Em 2013, Scorcese esteve associado a uma adaptação de “Gangues de Nova Iorque” e na altura disse: “Esta época e era da história e herança da América é rica em personagens e histórias que não pudemos explorar plenamente num filme de duas horas. Uma série de televisão permite-nos o tempo e a liberdade criativa para trazer à vida este mundo colorido, e todas as implicações que ele teve e ainda tem na nossa sociedade.”

O projeto foi encomendado pela Miramax Television que irá apresentá-lo aos compradores, redes de canais de TV premium e plataformas de streaming, no próximo mês de novembro.

A lenda do cinema já tem pós-produção “Killers of the Flower Moon”, filme que conta no elenco principal com DiCaprio, Robert De Niro, Jesse Plemons e Brendan Fraser, e que será lançado na Apple TV+ numa data de 2023, e com a possibilidade de passar pelos cinemas.

Assista ao trailer oficial do filme “Gangues de Nova Iorque”, que apesar da imagem sugerir que não está disponível, o vídeo funciona.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados