Michael Douglas será Benjamin Franklin em minissérie da Apple TV+

Michael Douglas (Homem-Formiga e a Vespa), uma das mais famosas estrelas de Hollywood, foi anunciado como protagonista de uma futura minissérie da Apple TV+, em que interpretará Benjamin Franklin, um dos pais fundadores da América, numa fase tardia da sua vida, um período em que conseguiu deixar a sua marca final na história americana.

A série limitada é baseada no livro “A Great Improvisation: Franklin, France, and the Birth of America”, de Stacy Schiff, vencedora do Prémio Pulitzer, que narra a chegada de Franklin a França e à sua arriscada tentativa de se envolver na maior aposta da sua carreira: usar o seu carisma, singularidade, coragem e talento para manobrar uma horda de inimigos a concordarem em forjar uma aliança em 1783.

A minissérie foi criada e será adaptada para televisão por Kirk Ellis, argumentista responsável por séries históricas como “Sons of Liberty”, do Canal História, e da série aclamada pela crítica “John Adams”, da HBO, que também conta a história de um dos fundadores da América, e que fez história depois de vencer treze categorias no Emmy, a única minissérie a conseguir este feito. A realização foi confiada a Timothy Van Patten, que dirigiu episódios de algumas das séries mais aclamadas da televisão, como “Perry Mason”, “Boardwalk Empire” , “A Guerra dos Tronos”, “Os Sopranos”, entre muitas outras.

Para já, a Apple TV+ não revelou mais informações sobre a minissérie, incluindo mais nomes do elenco, título oficial e data de lançamento, mas já foi divulgada a sinopse oficial:

“O drama explorará a emocionante história de uma das maiores apostas da carreira de Benjamin Franklin. Aos 70 anos, sem nenhuma treino diplomático, Franklin convenceu a França – uma monarquia absoluta – a subscrever a experiência de democracia dos Estados Unidos. Em virtude da sua fama, carisma e engenhosidade, Franklin superou espiões britânicos, informadores franceses e colegas hostis, tudo isso enquanto arquitetava a aliança franco-americana de 1778 e a paz final com a Inglaterra de 1783. A missão francesa de oito anos é o serviço mais vital de Franklin ao seu país, sem o qual os EUA não teriam vencido a Revolução.”

Artigos relacionados