“Mistérios em Paris”: FOX Crime estreia especial com coleção de telefilmes de época

Dando continuidade à sua aposta em conteúdos francófonos de qualidade e repletos de mistério, o FOX Crime exibe todas as terças-feiras, às 22:00h, a partir de 11 de janeiro, o especial “Mistérios em Paris“, uma coleção de telefilmes de época que vai espalhar uma onda de suspense no canal.

Nos finais do século XIX, um conjunto de mistérios inundam a cidade de Paris. Assassinatos que ocorrem nos lugares mais reconhecidos da cidade deixam um rasto de enigma no ar e nas ruas da cidade. E alguns dos títulos que fazem parte desta coleção, desvendam os lugares mais emblemáticos da cidade das luzes onde vão acontecer os crimes mais estranhos.

Mistério no Moulin Rouge”, “Mistério na Torre Eiffel”, “Mistério na Ópera”, “Mistério no Louvre”, “Mistério na Place Vêndome”, “Mistério do Palácio do Eliseu” e “Mistério na Sorbonne”, são os títulos dos telefilmes que estreiam, um por semana, no FOX Crime.

O especial abre com “Mistério no Moulin Rouge” que nos leva a Paris de 1892. Diane vai até à cidade à procura da sua irmã desaparecida, determinada a ser uma dançarina no Moulin Rouge. Entrando no mundo da alta sociedade, ela descobre uma série de homicídios na qual ela poderá ser a próxima vítima.

O “Mistério na Torre Eiffel” acontece quando três engenheiros da empresa Eiffel são assassinados na inauguração desta torre. A filha de uma das vítimas é injustamente acusada, detida e internada no hospício de La Salpétrière. Apenas um arquiteto e a sua namorada é que a podem ajudar a resolver este mistério.

Em “Mistério na Ópera”, enquanto a diva Eva Fontaine repete o seu papel como Carmen na Opera de Paris, o corpo de uma empregada é encontrado numa caixa, enquanto que em “Mistério no Louvre”, Mercure um famoso ladrão admirado e temido pela alta sociedade de parisiense é, de facto, uma mulher que está prestes a levar a cabo um grande plano ao tentar roubar um set de jóias na noite em que é apresentado no Museu do Louvre.

No telefilme “Mistério na Place Vêndome” estamos no ano de 1898. Jeanne, uma chef num palácio parisiense, descobre que o seu filho Paul foi raptado. Se ela o quer ver vivo de novo terá de assassinar um emissário autro-húngaro durante um jantar diplomático que será dado no hotel.

Na história de “Mistério no Palácio do Eliseu”, Mãe e filho, colaboradores do Eliseu, investigam um homicídio. Já em “Mistério na Sorbonne”, que acontece em 1884, a primeira estudante de Direito da conceituada universidade vê-se diretamente acusada do homicídio de um professor académico. Com a ajuda de um professor de Direito Penal e de dois alunos assistentes, a estudante reconstrói o percurso da vítima.

Artigos relacionados