“Monstra – Festival de Animação de Lisboa”: 21ª edição decorre entre 16 e 27 de março

De 16 a 27 de março, vai decorrer mais uma edição do Monstra – Festival de Animação de Lisboa, o maior festival de animação da capital portuguesa, com uma programação que conta com mais de 400 filmes de 46 países de todo o mundo. Esta 21ª edição, em que a organização experimentará o imprevisível que surge no contraste de diferentes técnicas e imaginários, tem como tema a animação analógica e digital.

Tal como nas edições anteriores, o Monstra 2022 conta com um país convidado, a Bulgária, como forma de comemorar os 75 anos da criação do departamento de animação no então Instituto Nacional da Cinematografia Búlgara. O programa contará com uma retrospetiva profunda a uma cinematografia pouco divulgada, mas cheia de “pérolas” narrativas, estéticas e cinematográficas, com nomes que ficaram, e são conhecidos internacionalmente.

No arranque do festival, em antestreia nacional, é exibido o filme “Belle“, do japonês Mamoru Hosoda. Do programa também faz parte um dos filmes que pode fazer história nos Óscares, “Flee – A Fuga“, do realizador dinamarquês Jonas Poher Rasmussen, que está nomeado nas categorias de Melhor Filme de Animação, Melhor Filme Internacional e Melhor Documentário de Longa-Metragem.

Filme “Belle”

A secção competitiva internacional de longas-metragens é composta por sete obras da animação mundial, com destaque para “Bob Cuspe, Nós Não Gostamos de Gente”, do brasileiro Cesar Cabral, “A Minha Família Afegã”, da cineasta checa Michaela Pavlátová, e “A Travessia”, da francesa Florence Miailhe, filmes que foram distinguidos na edição 2021 de festival de Annecy.

Na Competição de Curtas-metragens serão exibidas 40 animações, entre elas “O Acordar dos Insetos”, dos franceses Stéphanie Lansaque e François Leroy, “Más Sementes”, produção canadiana de Claude Cloutier, “Bestia”, do chileno Hugo Covarrubias, “Um Caso de Arte”, uma coprodução entre o Reino Unido e Canadá, de Joanna Quinn.

A Competição Portuguesa SPA/Vasco Granja é composta por 10 curtas-metragens, uma seleção dos melhores filmes profissionais de autores portugueses realizados no último ano, em que estão incluidos 5 filmes que fazem parte da competição internacional: “A Boneca de Kafka”, de Bruno Simões, “Degelo”, de Susana Miguel António e Filipa Gomes da Costa, “Coalescência”, de João Pedro Oliveira, “O Homem do Lixo”, de Laura Gonçalves, “A Criação”, de José Xavier, e “Hillocks”, de Maria Constanza Ferreira.

Filme “Flee – A Fuga”

Mantêm-se também as secções de Competição de Curtas-Metragens de Estudantes, Competição Curtíssimas (filmes até 2 minutos) e a competição MONSTRINHA – a secção dedicada aos mais novos e às famílias. Fora de competição, estará um programa especial dedicado ao cinema de animação brasileiro, a secção AnimaBR, na secção Históricos, celebram-se os 85 anos de “Branca de Neve e os Sete Anões”, e nas Retrospetivas e Homenagens, destacam duas efemérides especiais de estúdios de animação portugueses: os 10 anos do BAP e os 30 anos da Animanostra, e ainda a homenagem a uma das principais personagens de animação da Eslovénia, Koyaa.

Há também filmes nas secções TerrorAnim, dedicada a animações de terror e fantasia, na Triple X, uma selecção de cinema de animação erótico, e na secção Animação Experimental, com um programa de Animação Expandida.

O melhor da animação mundial vai marcar presença no Monstra 2022, com sessões em vários espaços da capital como o Cinema São Jorge, Cinema City Alvalade e Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema. O programa Pais e Filhos decorre no Museu Nacional de Etnologia, Centro Cultural de Carnide, Cinemateca Júnior e Casa das Artes de Sines.

Para mais informações, consulte o site oficial do Monstra – Festival de Animação de Lisboa.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados