“Mosquito” é o candidato português a uma nomeação aos Prémios Goya

Filme Mosquito candidato aos Prémios Goya

Mosquito“, a segunda longa-metragem de João Nuno Pinto, foi selecionada pela Academia Portuguesa de Cinema para ser a candidata portuguesa a uma nomeação na categoria de Melhor Filme Ibero-Americano dos Prémios Goya.

Segundo Paulo Trancoso, presidente da Academia portuguesa, “apesar do contexto de pandemia que estamos a viver desde o início do ano, e que tanto prejudicou o cinema português, em 2020 estrearam filmes de grande qualidade como foi o caso de “Mosquito”.

Produzido por Paulo Branco, esta produção da Leopardo Filmes, coproduzido com a Alfama Films Production (França), APM Produções (Portugal), Delicatessen Films (Brasil) e a Mapiko Filmes (Moçambique), é inspirada na história da chegada do avô do realizador português a África, no contexto da Primeira Grande Guerra, e demorou quase 7 anos a preparar.

O guião, escrito pr Fernanda Polacow (mulher do realizador) e por Gonçalo Waddington, conta a história de Zacarias (João Nunes Monteiro), um jovem português sedento por viver grandes aventuras heróicas durante a Primeira Guerra Mundial. Enviado para Moçambique, onde o conflito entre os exércitos português e alemão se desenrola longe dos olhares do mundo, o soldado vê-se deixado para trás pelo seu pelotão e parte numa longa odisseia mato adentro, à procura da guerra e dos seus sonhos de glória.

A 35ª edição dos Prémios Goya, conhecidos com os “Óscares do cinema espanhol”, decorrerá a 27 de fevereiro de 2021 no Teatro del Soho CaixaBank, na cidade de Málaga, tendo como anfitriões Antonio Banderas e a jornalista María Casado.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *