National Geographic estreia o documentário “Neandertais: O Último Refúgio”

National Geographic estreia Neandertais: O Último Refúgio

O retrato da história sobre o povo que habitou a Terra por mais de 300.000 anos é o foco de “Neandertais: O Último Refúgio“, um documentário que estreia este domingo, 1 de agosto, às 21:45h no National Geographic e que conta a história dos últimos Neandertais que viveram na Península Ibérica, há 35.000 anos.

“Neandertais: O Último Refúgio” retrata novas descobertas, como os restos de conchas e moluscos encontrados na Figueira Brava, em Portugal, com a ajuda de vários peritos, entre os quais o paleoantropólogo português, João Zilhão.

De acordo com o comunicado do canal, este documentário “vem mudar o que sabemos sobre este grupo, comprovando que viveram milhares de anos na Península Ibérica”. Além disso, “as novas descobertas permitiram ainda perceber que a dieta Neandertal era muito semelhante à dos humanos modernos em África” e que, graças à utilização de técnicas avançadas, ajudaram a descobrir muito mais sobre eles, como a paleoproteómica utilizada desde 2018 ou as gravuras descobertas em Gibraltar em 2014.

O documentário mostra ainda como o avanço da ciência está a derrubar os mitos sobre os nossos antepassados do Neandertal. Através dos resultados da investigação em “Neandertais: O Último Refúgio”, sabe-se que a Península Ibérica não era apenas um refúgio, mas a sede dos Neandertais, onde vivia a maior população deste grupo humano.

Se os Neandertais eram simples e a sua tecnologia rudimentar, como conseguiram sobreviver durante mais de 300.000 anos (habitando a Península Ibérica durante alguns milhares de anos), tornando-se o grupo humano que habitou o planeta durante mais tempo? Esta derradeira pergunta será respondida no próximo domingo no National Geographic.

Artigos relacionados