“O Cordeiro de Deus”: Curta portuguesa na competição oficial do Festival de Cannes

O Cordeiro de Deus Curta portuguesa no Festival de Cannes

Em comunicado, a organização do Festival de Cannes anunciou esta sexta-feira, 19 de junho, a Seleção Oficial de Curtas-Metragens em Competição para a edição de 2020. Entre as 11 curtas selecionadas encontra-se o filme português “O Cordeiro de Deus“, o mais recente trabalho de David Pinheiro Vicente.

A coprodução da produtora portuguesa Artificial Humors e da francesa La Belle Affaire Productions, é a segunda curta-metragem dirigida pelo português, depois de “Onde o Verão Vai (Episódios da Juventude)”, um filme de escola que estreou mundialmente em 2018, no festival de cinema de Berlim.

Lê-se na nota de imprensa que a curta “parte do imaginário do realizador sobre uma vila no interior de Portugal e cruza as tradicionais festas de verão com violência e sexualidade”. Sobre o filme, David Pinheiro Vicente revela: “Neste retrato de uma família pobre do interior de Portugal, pareceu-me fundamental que as personagens tivessem direito à sua própria natureza contraditória, numa abordagem que não fizesse delas vítimas, mas sim pessoas complexas que, como todas as outras, estão presas nos sintomas dos seus problemas.”

“O Cordeiro de Deus” ainda não tem data definida para estrear em Portugal, mas já assegurada a sua exibição em televisão pelo canal Arte France.

No próximo outono, no Palais des Festival em Cannes, será revelado o vencedor da Palma de Ouro de Melhor Curta-Metragem.

Devido à pandemia da Covid-19, o Festival de Cannes, que deveria ter acontecido em maio, não se realizou, mas não foi um cancelamento total, já que no início deste mês de junho, foi anunciada a Seleção Oficial de Longas-Metragens, que poderão ser exibidas em outros festivais e nos cinemas com com a chancela “Seleção Oficial de Cannes”.

Artigos relacionados