“O Medo à Espera”: Filme de Marta Pessoa chega ao videoclube Zero em Comportamento

"O Medo à Espera": Filme de Marta Pessoa chega ao videoclube Zero em Comportamento

Nesta sexta-feira, 7 de Maio, ficou disponível no videoclube Zero em Comportamento mais um filme de Marta Pessoa, o documentário “O Medo à Espera“, que nos fala sobre o período do Estado Novo, a vida de presos políticos e cidadãos perseguidos pela PIDE.

Ao longo de quase meio século, a PIDE/DGS foi a máquina atemorizadora que alimentou o poder do Estado Novo de Salazar/Caetano. A par dos quadros de inspectores e agentes efectivos, a polícia política recorria aos serviços dos “informadores”. Cidadãos comuns tornados delatores, que se diluíam com o intuito de vigiar para denunciar, os informadores tornam-se em figuras omnipresentes.

A partir de denúncias reais, fragmentos de imagens e testemunhos de pessoas que passaram pela experiência de se sentirem perseguidos e vigiados pela polícia política, “O Medo à Espera” constrói uma memória do medo e de um país onde viver era viver vigiado.

Denúncias de informadores anónimos, cidadãos comuns, que poderiam ser “o vizinho do lado, a porteira, o barbeiro, o sapateiro”, recolhidos no acervo da Legião Portuguesa existente na Torre do Tombo.

Testemunhos em forma de interrogatório, que nos contam partes de vidas vigiadas e perseguidas. Rostos que ora se nos mostram, ora se nos escondem, numa tensão permanente entre o que é visto e o que não é. Imagens feitas de pormenores que identificamos histórica e culturalmente como “o olhar da vigilância”.

É um filme negro e fragmentário. Porque a memória é feita de fragmentos que se agregam e as ditaduras se erguem sobre interdições: de ver, de ouvir, de saber, de ser. São restos de um país que fomos… ou que ainda somos.

O filme conta com depoimentos de Afonso de Albuquerque, António Mouta, Artur Pinto, Augusta Barroso, Custódia Chibante, Helena Pato, Henrique Monteiro, José Paulo Viana, Luísa Cabral, Manuel Madeira, Margarida Tengarrinha, Paulo Santiago e Teresa Dias Coelho e também com a participação de actores como Vítor d’Andrade, Francisco Nascimento, Miguel Loureiro e Miguel Melo.

Recorde-se que, no Videoclube Zero em Comportamento, o visionamento de qualquer conteúdo custa 3€, durante 72 horas, além de existirem opções de subscrição anual ou semestral. Link direto do filme “O Medo à Espera“.

Artigos relacionados