Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival regressa de 10 a 14 de novembro

Olhares do Mediterraneo – Women's Film Festival 2021

A 8ª edição do festival Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival está de volta ao Cinema São Jorge, em Lisboa, entre os dias 10 e 14 de novembro, com uma programação que, ao longo dos cincos dias, celebra o cinema feminino mediterrânico com filmes variados e de qualidade, que atestam a sua força e resistência.

Na abertura, que acontece nesta quarta-feira, é exibido o filme “As Irmãs Macaluso“, de Emma Dante, vencedor do prémio Pasinetti de Melhor Filme do Festival de Veneza 2020, uma sessão única que tem a particularidade de ser também o filme de encerramento da Festa do Cinema Italiano. O drama “Holy Boom”, da realizadora Maria Lafi, encerra o festival no domingo.

Segundo a organização, a edição deste ano conta com 45 filmes, entre curtas e longas-metragens, a sua grande maioria em estreia nacional, uma versão ligeiramente mais pequena que as anteriores, mas a matriz do festival mantém-se e que passa por dar visibilidade ao trabalho das mulheres.

Na Competição Geral de Longas-metragens concorrem sete filmes, incluindo uma produção nacional, “Elas Também Estiveram Lá”, de Joana Craveiro, um documentário poético sobre a visibilidade e a invisibilidade das mulheres nos processos históricos, tanto durante a ditadura de 1926-1974 como no processo revolucionário de 1974-1975.

A animação “A Menina Parada”, de Joana Toste, e os documentários “A Raiz da Margem”, de Sílvia Coelho e Paulo Raposo, “O Ofício da Ilusão”, de Cláudia Varejão, e “Poéticas do Canto Polifónico”, de Maria do Rosário Pestana, integram os 18 filmes da competição de curtas.

Da secção Travessias fazem parte 11 produções, incluindo a luso-suíça “Nha Mila”, de Denise Fernandes, e “Flor de Estrufa”, de Laís Andrade, um curta com audiodescrição que também faz parte da secção Começar a Olhar, dedicada a filmes de escola.

Além dos filmes, a programação contempla uma série de atividades paralelas, que inclui mesas redondas, as masterclasses “Visualize – Win the Prize”, com Mohamed Kheidr e Sherine Alaa, realizador e produtora da curta “Tuk-Tuk, e “Creative Storytelling In The Modern Era”, com Sam Lahoud , o fundador e director do Beirut International Women Film Festival, e ainda o workshop “Cinema na Educação”, destinado a professores de todos os níveis de ensino. Há ainda espaço para o atelier de cinema para pais e filhos (4 a 7 anos), a sessão para famílias (6 a a12 anos) e sessões para escolas.

Todas as actividades, à excepção do workshop para professores e do atelier “Olhares em Pequenino”, são de acesso geral e gratuito, mediante recolha de bilhete no limite dos lugares disponíveis.

O festival “Olhares do Mediterrâneo – Women’s Film Festival” é um projeto do Grupo Olhares do Mediterrâneo e do CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia. A programação completa e as informações atualizadas sobre o evento podem ser consultadas no site oficial, no Facebook ou Instagram.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *