“Once Upon A Time In Hollywood”: Brad Pitt juntou-se a DiCaprio no filme de Quentin Tarantino

Depois de ter trabalhado às ordens de Quentin Tarantino no drama da Segunda Guerra Mundial, “Sacanas Sem Lei (2009)”, Brad Pitt (Aliados) vai repetir a parceria no nono filme do realizador, cujo título foi também agora revelado: “Once Upon A Time In Hollywood”. Desta vez, Pitt vai dividir o protagonismo com Leonardo DiCaprio (The Revenant: O Renascido), ator que já estava confirmado no elenco.

Tarantino descreveu o filme como “uma história que ocorre em 1969, em Los Angeles, no auge da onda hippie em Hollywood” e que os dois personagens principais são Rick Dalton (DiCaprio), ex-estrela de uma série de western televisiva e o seu duplo de longa data Cliff Booth (Pitt). Ambos vão ter de lutar para ultrapassarem os obstáculos que os impedem de entrar numa Hollywood que já não os reconhece. Mas Rick tem uma vizinha muito famosa… Sharon Tate.

Tarantino quer Margot Robbie (Eu, Tonya) para o papel da malograda atriz, mas até ao momento não houve qualquer confirmação. Na altura, Tate era a mulher de Roman Polanski, assassinada em casa por membros da família de Charles Manson. Contudo, o filme não estará somente centrado neste acontecimento, mas também em outros que decorreram naquele ano.

“Tenho trabalhado neste guião há mais de cinco anos. Além de morar a maior parte da minha vida no Condado de Los Angeles, inclusive em 1969, quando tinha sete anos. Estou muito entusiasmado para contar esta história de uma LA e uma Hollywood que já não existem mais. E não poderia estar mais feliz com o agrupamento dinâmico de DiCaprio & Pitt como Rick & Cliff”, disse Tarantino.

Distribuído pela Sony Pictures, o filme chegará aos cinemas mundiais a 9 de agosto de 2019, data que coincide exatamente com a morte de Sharon Tate há 50 anos atrás.

Artigos relacionados