“Os Irmãos Sisters” venceu o prémio de Melhor Filme e Realizador dos Lumières de la Presse Internationale 2019

Vencedores Lumieres de la Presse Internationale

Decorreu esta noite (4) no Instituto do Mundo Árabe, em Paris, a cerimónia de entrega dos prémios da 24ª edição dos Lumières de la Presse Internationale, os prémios franceses equivalentes aos Globos de Ouro.

Os Irmãos Sisters“, de Jacques Audiard, foi o grande vencedor ao arrecadar três Flammes, os principais prémios do evento, incluindo as categorias de Melhor Filme e Melhor Realizador. Xavier Legrand venceu o troféu de Melhor Primeiro Filme por “Custódia Partilhada“.

Na área da interpretação, Elodie Bouchez por “Pupille” foi considerada a Melhor Atriz e Alex Lutz (Guy), o Melhor Ator. Ophélie Bau (Mektoub, Meu Amor: Canto Primeiro) e Félix Maritaud (Selvagens) foram considerados os atores revelação.

Girl“, de Lukas Dhont, venceu na categoria de Melhor Filme de Países Francófonos e “”Dilili à Paris”, de Michel Ocelot”, bateu “Astérix: O Segredo da Poção Mágica” e conquistou o prémio de Melhor Animação.

Confira a lista completa dos vencedores, e dos nomeados:

MELHOR FILME
VENCEDOR – “Os Irmãos Sisters”, de Jacques Audiard
– “Amanda”, de Mikhaël Hers
– “Guy”, de Alex Lutz
– “Mademoiselle de Joncquières”, de Emmanuel Mouret
– “Pupille”, de Jeanne Herry

MELHOR REALIZADOR
VENCEDOR – Jacques Audiard (Os Irmãos Sisters)
– Jeanne Herry (Pupille)
– Xavier Legrand (Custódia Partilhada)
– Gaspar Noé (Climax)
– Pierre Salvadori (Em Liberdade!)

MELHOR ATRIZ
VENCEDORA – Elodie Bouchez (Pupille)
– Cécile de France (Mademoiselle de Joncquières)
– Léa Drucker (Custódia Partilhada)
– Virginie Efira (Un Amour Impossible)
– Mélanie Thierry (La Douleur)

MELHOR ATOR
VENCEDOR – Alex Lutz (Guy)
– Romain Duris (Nos Batailles)
– Vincent Lacoste (Amanda)
– Vincent Lindon (Em Guerra)
– Denis Ménochet (Custódia Partilhada)

MELHOR ATRIZ REVELAÇÃO
VENCEDORA – Ophélie Bau (Mektoub, My Love: Canto Uno)
– Galatéa Bellugi (A Aparição)
– Andréa Bescond – Les Chatouilles)
– Jeanne Cohendy (Marche ou Crève)
– Kenza Fortas (Shéhérazade)

MELHOR ATOR REVELAÇÃO
VENCEDOR – Félix Maritaud (Sauvage)
– Anthony Bajon (Não Deixeis Cair Em Tentação)
– William Lebghil (Première Année)
– Andranic Manet (Mes Provinciales)
– Dylan Robert (Shéhérazade)

MELHOR PRIMEIRO FILME
VENCEDOR – “Custódia Partilhada”, de Xavier Legrand
– “Les Chatouilles”, de Andréa Bescond e Eric Métayer
– “Les Garçons Sauvages”, de Bertrand Mandico
– “Sauvage”, de Camille Vidal-Naquet
– “Shéhérazade”, de Jean-Bernard Marlin

MELHOR FILME PAÍSES FRANCÓFONOS
VENCEDOR – “Girl“, de Lukas Dhont
– “Cafarnaum”, de Nadine Labaki
– “Chris the Swiss”, de Anja Kofmel
– “L’Insulte”, de Ziad Doueiri
– “Nos Batailles”, de Guillaume Senez

MELHOR ANIMAÇÃO
VENCEDORA – “Dilili à Paris”, de Michel Ocelot
– “Astérix: O Segredo da Poção Mágica“, de Louis Clichy e Alexandre Astier
– “Mutafukaz”, de Shojiro Nishimi et Run
– “Pachamama”, de Juan Antín

MELHOR DOCUMENTÁRIO
VENCEDOR – “Samouni Road”, de Stefano Savona
– “Cassandro, the Exotico!”, de Marie Losier
– “De Chaque Instant”, de Nicolas Philibert
– “Nul Homme n’est une Île”, de Dominique Marchais
– “Premières Solitudes”, de Claire Simon

MELHOR CENÁRIO
VENCEDOR – “Em Liberdade!”
– “Les Chatouilles”
– “Pupille”
– “Première Année”
– “Mademoiselle de Joncquières”

MELHOR IMAGEM
VENCEDOR – “Os Irmãos Sisters”
– “Climax”
– “Mademoiselle de Joncquières”
– “Un Peuple et Son Roi”
– “Les Confins du Monde”

MELHOR BANDA SONORA
VENCEDORA – “Guy”
– “Em Liberdade!”
– “Os Irmãos Sisters”
– “Les Garçons Sauvages”
– “Un Amour Impossible”

Artigos relacionados