“Os Miseráveis” e Roman Polanski em destaque nos Prémios Lumière

Vencedores dos Prémios Lumière 2020

Decorreu no Olympia de Paris a cerimónia de entrega da 25ª edição dos Prémios Lumière, os prémios franceses equivalentes aos Globos de Ouro, que são atribuídos anualmente pela imprensa estrangeira em França.

As principais honras foram para “Os Miseráveis“, de Ladj Ly, nomeado ao Óscar de Melhor Filme Internacional, que arrecadou os prémios nas categorias de Melhor Filme, Argumento e Ator Revelação (Alexis Manenti).

No entanto, o seu realizador perdeu o troféu para o controverso Roman Polanski, pelo seu drama histórico “J’Accuse – O Oficial e o Espião“. O drama romântico “Retrato de uma Rapariga em Chamas“, de Céline Sciamma, levou para casa duas estatuetas, a de Melhor Atriz (Noémie Merlant) e Fotografia.

Destaque ainda para “J’Ai Perdu Mon Corps”, de Jérémy Clapin, considerado o Melhor Filme de Animação, “It Must Be Heaven”, de Elia Suleiman, distinguido como Melhor Coprodução Internacional e “M”, de Yolande Zauberman, como Melhor Documentário.

Confira a lista completa dos vencedores:

MELHOR FILME
– “Os Miseráveis”, de Ladj Ly

MELHOR REALIZADOR
– Roman Polanski (J’Accuse – O Oficial e o Espião)

MELHOR ATRIZ
– Noémie Merlant (Retrato de uma Rapariga em Chamas)

MELHOR ATOR
– Roschdy Zem (Roubaix, Une Lumière)

MELHOR ATRIZ REVELAÇÃO
– Nina Meurisse (Camille)

MELHOR ATOR REVELAÇÃO
– Alexis Manenti (Os Miseráveis)

MELHOR 1º FILME
– “The Mustang”, de Laure de Clermont-Tonnerre

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “M”,de Yolande Zauberman

MELHOR FILME ANIMAÇÃO
– “J’Ai Perdu Mon Corps”, de Jérémy Clapin

MELHOR COPRODUÇÃO INTERNACIONAL
– “It Must Be Heaven”, de Elia Suleiman

MELHOR ARGUMENTO
– Ladj Ly, Giordano Gederlini e Alexis Manenti (Os Miseráveis)

MELHOR FOTOGRAFIA
– Claire Mathon (Retrato de uma Rapariga em Chamas)

MELHOR MÚSICA
– Alexandre Desplat (Comportem-se Como Adultos)

Artigos relacionados