Óscar Melhor Filme Internacional: “Dor e Glória” de Pedro Almodóvar é o representante de Espanha

Dor e Glória de Pedro Almodóvar representante de Espanha aos Oscars

No dia em que faz a estreia nos cinemas portugueses, “Dor e Glória“, o mais recente drama de Pedro Almodóvar, foi o escolhido pela Academia Espanhola de Cinema para representar Espanha na corrida aos Óscares 2020 e tentar uma nomeação e vitória na categoria de Melhor Filme Internacional.

Ficou assim confirmado o grande favoritismo do filme protagonizado por Antonio Banderas e Penélope Cruz, que para além de ter competido pela Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019, é também um dos filmes espanhóis com mais receitas de bilheteira deste ano. Além disso, Almodóvar tem grande prestigio em Hollywood e já conquistou duas estatuetas douradas, uma de Melhor Filme em Língua Estrangeira, a designação anterior à atual categoria, com “Tudo Sobre a Minha Mãe” e a de Melhor Argumento Original por “Fala com Ela”.

“Dor e Glória” levou a melhor numa shortlist de três filmes pré-selecionados que incluía o drama histórico “Mientras Dure la Guerra”, de Alejandro Amenábar e a animação “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas”, de Salvador Simó.

A história do filme narra uma série de reencontros de Salvador Mallo (Banderas), um realizador de cinema a horas vagas, alguns deles físicos, outros recordados. As suas memórias levam-no até à sua infância na cidade valenciana de Paterna, nos anos 60, junto com os seus pais, os seus primeiros amores, o seu primeiro desejo, a sua mãe, a sua mortalidade, o seu primeiro amor em adulto em Madrid nos anos 80, a dor da separação quando o amor ainda estava no seu ponto alto.

Esta é a 62ª submissão aos Óscares por Espanha, iniciada em 1956, conseguindo 19 nomeações, das quais resultaram em quatro triunfos, a última em 2004, com “Mar Adentro”, curiosamente dirigido por Amenábar, um dos cineasta que não conseguiu ser eleito desta vez. No ano passado o candidato foi “Campeões“, de Javier Fesser, que não ultrapassou a fase inicial.

A 13 de janeiro de 2020, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA irá anunciar os finalistas para a corrida à estatueta dourada de Melhor Filme Internacional, juntamente com outras categorias. Os vencedores serão conhecidos na cerimónia da 92ª edição dos Óscares que se realiza a 9 de fevereiro do próximo ano.

Artigos relacionados