Óscares e prémios BAFTA. Cerimónias adiadas para abril de 2021

Óscares e prémios BAFTA. Cerimónias adiadas para abril de 2021

A pandemia mundial originada pelo novo coronavírus (Covid-19), levou ao encerramentos dos cinemas e à paralisação das filmagens das produções, o que levou muitos estúdios a lançarem os seus filmes nas plataformas de streaming.

Com a situação ainda longe de estar controlada, a temporada de prémios ficou também comprometida, pelo que, duas das principais premiações anuais, Óscares e os Prémios BAFTA, que habitualmente realizavam as suas cerimónias em fevereiro, decidiram adiar o evento para abril de 2021.

A Academia das Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA anunciou esta segunda-feira (15), que a 93ª edição dos Óscares vai decorrer a 25 de abril de 2021, com novas regras de elegibilidade para possibilitar aos potenciais candidatos às estatuetas douradas mais tempo para a estreia nos cinemas, como forma de também evitar lançamentos simultâneos no mesmo período de tempo.

Assim, para a próxima edição, os filmes são elegíveis desde que a estreia nos cinemas aconteça entre 1 de janeiro de 2020 e 28 de fevereiro de 2021, uma regra que não é aplicada às produções cujos lançamentos são exclusivos dos serviços de streaming, que também estão em condições de concorrerem aos Óscares. O anuncio das nomeações está marcado para o dia 15 de março de 2021.

Esta é a quarta vez que a cerimónia dos Óscares é adiada. A primeira vez aconteceu em 1938, após grandes inundações em Los Angeles. Em 1968, após o assassinato de Martin Luther King Jr., a gala também foi cancelada e novamente em 1981, após a tentativa de assassinato contra o presidente Ronald Reagan.

Com a mudança da data dos Óscares, também a Academia britânica decidiu adiar a cerimónia dos Prémios BAFTA para 11 de abril de 2021, que inicialmente estava agendada para 14 de fevereiro, como reconhecimento do impacto da pandemia global e ao mesmo tempo prolongar o tempo de elegibilidade dos filmes, requisitos que serão revelados nesta terça-feira (16).

Conforme foi relatado na semana passada e de acordo com a AMPAS, existe a possibilidade dos filmes lançados digitalmente, sem a exibição de salas de cinema, serem elegíveis para os prémios BAFTA de 2021.

A mudança dos prémios de fevereiro para abril permite ainda mais tempo para a organização do Bafta concluir a revisão das controversas nomeações, que em 2020 não viu qualquer ator de cor a ser nomeado, nem qualquer mulher foi considerada para o prémio de realização, alterações que serão publicadas após conclusão da revisão, juntamente com outras novidades e recomendações.

Artigos relacionados