“Pedro e Inês” e “Os Dois Irmãos” na seleção oficial do Festival de Montreal

Filmes portugueses em competição no Festival de Montreal 2018

Os filmes “Pedro e Inês” , de António Ferreira, e “Os Dois Irmãos”, de Francisco Manso, vão estar em competição na secção “World Competition” do Festival de Cinema de Montreal, no Canadá, que vai decorrer entre 23 de agosto e 3 de setembro.

Produzido por Tathiani Sacilotto (Persona Non Grata Pictures), em coprodução com França e Brasil, “Pedro e Inês” terá a sua estreia mundial no MWFF 2018 (Montreal World Film Festival). Adaptado do romance de Rosa Lobato Faria “A Trança de Inês”, a antestreia está agendada para 14 de outubro, no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra, cheganso às restantes salas do país a partir de 18 de outubro.

Esta história de amor proibido e trágico entre o infante D. Pedro e Inês de Castro, dama de companhia da sua mulher D. Constança, será apresentada em três tempos diferentes, desenrolando-se na época medieval, na atualidade e num futuro distópico. Em todas as épocas, os diferentes personagens serão interpretados pelos mesmos atores. Apesar de serem três histórias distintas, “fica a sensação de que é tudo uma”, resumiu o realizador. Diogo Amaral e Joana de Verona dividem o protagonismo.

Adaptado da obra do escritor cabo-verdiano Germano Almeida, que este ano recebeu o Prémio Camões, “Os Dois Irmãos” é uma coprodução Portugal-Cabo Verde (Take 2000 e Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas do Governo de Cabo Verde).

Inspirado numa história verídica, a trama segue André (Flávio Hamilton ), um cabo-verdiano emigrante em Lisboa, que recebe uma carta do pai a dizer-lhe que João (Che Gonçalves), o seu irmão mais novo, se tinha envolvido com a sua mulher e a exigir-lhe que regresse para que limpe a desonra que tinha caído sobre a família. A pressão do pai e da própria aldeia vai constituir uma terrível força que o leva a matar o irmão, por quem tinha enorme amizade e ternura.

Na programação oficial da 42ª edição do MWFF faz ainda parte “Sleepwalk”, uma curta-metragem de Filipe Melo (Portugal-EUA), que integra a secção não competitiva “Short Films / Focous on World Cinema”.

Artigos relacionados