“Power Rangers”: Novo reboot da franquia terá um universo de filmes e séries

Novo reboot da franquia Power Rangers

A Entertainment One será a responsável por trazer de volta a marca Power Rangers, propriedade da Hasbro, com um universo de novos projetos da franquia adaptados para cinema e televisão.

Segundo o The Hollywood Reporter, o estúdio contratou Jonathan Entwistle, criador das séries da Netflix “I Am Not Okay With This” e “The End of the F***ing World”, para supervisionar e dirigir os projetos em ambos os formatos, que serão desenvolvidos e produzidos pela eOne.

“Jonathan tem uma incrível visão criativa para esta icónica franquia de enorme sucesso, sendo o arquiteto certo para juntar-se a nós enquanto reinventamos o mundo da televisão e do cinema desta propriedade.”
– Nick Meyer e Michael Lombardo, executivos da eOne.

Além disso, esta decisão estratégica da eOne passa por desenvolver activamente adaptações derivadas dos produtos da gigante americana de brinquedos, com histórias interligadas em filmes e séries, um modelo já implantado em quase todos os principais ramos do entretenimento.

“Esta é uma inacreditável oportunidade para levar novos Power Rangers às novas e existentes gerações de fãs. Vamos recuperar o espírito analógico no futuro, aproveitando a ação e a narrativa que fizeram desta marca um sucesso.”
– Jonathan Entwistle

Power Rangers foi uma das séries mais reconhecidas na televisão dos anos noventa, dando origem a uma franquia de entretenimento constituída por séries de televisão, filmes, banda desenhadas e videojogos, mas também de artigos de merchandising, entre as quais a famosa linha de brinquedos da Hasbro.

A Lionsgate tentou criar o seu próprio universo quando lançou em 2017 um reboot de Power Rangers. No entanto, a versão mais sombria não teve a receção que o estúdio desejava para dar continuidade aos seus planos de produção de novos filmes.

Artigos relacionados