Prémios Goya: “Enquanto a Guerra Durar” e “Dor e Glória” lideram nomeações

Nomeados para a 34ª edição dos Prémios Goya

Os atores Elena Anaya e Miguel Herrán revelaram hoje os nomeados para a 34ª edição dos Prémios Goya, conhecidos como os “Óscares do cinema espanhol”. “Enquanto a Guerra Durar“, de Alejandro Amenábar, e “Dor e Glória“, de Pedro Almodóvar, partem na frente com 17 e 16 nomeações respetivamente.

Os dois filmes, que já estrearam nos cinemas portugueses, fazem parte dos cinco indicados na categoria de Melhor Filme, onde também estão incluídos “La Trinchera Infinita”, de Aitor Arregi, Jon Garaño e Jose Mari Goenaga, que recebeu 15 nomeações, “Intemperie”, de Benito Zambrano (5), e “O Que Arde“, de Oliver Laxe (4).

Para Melhor Ator foi selecionado um quarteto com um historial de vitórias nos Goya: Antonio Banderas, Antonio de la Torre, vencedor da edição 2018, Luis Tosar e Karra Elejalde. Já na de Melhor Atriz surgem nomes como Penélope Cruz, Greta Fernández, Marta Nieto e Belén Cuesta.

Na corrida para Melhor Filme Ibero-Americano, o representante português, “A Herdade“, de Tiago Guedes, não consegui a nomeação. Os quatro concorrentes são “Araña”, de Andrés Wood, pelo Chile, “El Despertar de las Hormigas”, de Antonella Sudasassi (Costa Rica), “La Odisea de los Giles”, de Sebastián Borensztein (Argentina) e “Monos”, de Alejandro Landes (Colômbia).

Andreu Buenafuente e Silvia Abril voltarão a apresentar a gala que se realiza a 25 de janeiro de 2020 no Palácio de Deportes José María Martín Carpena, em Málaga.

Confira todos os nomeados:

MELHOR FILME
– “Dor e Glória”
– “Intemperie”
– “La Trinchera Infinita”
– “O Que Arde”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR REALIZADOR
– Pedro Almodóvar (Dor e Glória)
– Aitor Arregi, Jon Garaño e José Mari Goenaga (La Trinchera Infinita)
– Oliver Laxe (O Que Arde)
– Alejandro Amenábar (Enquanto a Guerra Durar)

MELHOR REALIZADOR EM ESTREIA
– Salvador Simó (Buñuel en el Laberinto de las Tortugas)
– Galder Gaztelu-Urrutia (El Hoyo)
– Belén Funes (La Hija de un Ladrón)
– Aritz Moreno (Ventajas de Viajar en Tren)

MELHOR ATOR
– Antonio Banderas (Dor e Glória)
– Antonio de la Torre (La Trinchera Infinita)
– Karra Elejalde (Enquanto a Guerra Durar)
– Luis Tosar (Quien a Hierro Mata)

MELHOR ATRIZ
– Penélope Cruz (Dor e Glória)
– Greta Fernández (La Hija de un Ladrón)
– Belén Cuesta (La Trinchera Infinita)
– Marta Nieto (Madre)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
– Asier Etxeandia (Dor e Glória)
– Leonardo Sbaraglia (Dor e Glória)
– Luis Callejo (Intemperie)
– Eduard Fernández (Enquanto a Guerra Durar)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
– Mona Martínez (Adiós)
– Natalia de Molina (Adiós)
– Julieta Serrano (Dor e Glória)
– Nathalie Poza (Enquanto a Guerra Durar)

ATOR REVELAÇÃO
– Nacho Sánchez (Diecisiete)
– Vicente Vergara (La Trinchera Infinita)
– Santi Prego (Enquanto a Guerra Durar)
– Enric Auquer (Quien a Hierro Mata)

ATRIZ REVELAÇÃO
– Pilar Gómez (Adiós)
– Carmen Arrufat (La Inocencia)
– Benedicta Sánchez (O Que Arde)
– Ainhoa Santamaría (Enquanto a Guerra Durar)

MELHOR ARGUMENTO ORIGINAL
– “Dor e Glória”
– “El Hoyo”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR ARGUMENTO ADAPTADO
– “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas”
– “Intemperie”
– “Madre”
– “Ventajas de Viajar en Tren”

MELHOR BANDA SONORA
– “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas”
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
– “Dor e Glória”
– “Intemperie”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR FOTOGRAFIA
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “O Que Arde”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR MONTAGEM
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Madre”
– “Enquanto a Guerra Durar”

MELHOR GUARDA-ROUPA
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”
– “Raparigas Rebeldes de Paradise Hills

MELHOR SOM
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”
– “Quien a Hierro Mata”

MELHOR CANÇÃO
– “El Reino”
– “En las Estrellas”
– “La Sombra de la Ley”
– “Yuli”

MELHOR DIREÇÃO ARTÍSTICA
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”
– “Ventajas de Viajar en Tren”

MELHOR MAQUILHAGEM & CABELO
– “Dor e Glória”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”
– “Ventajas de Viajar en Tren”

MELHORES EFEITOS VISUAIS
– “El Hoyo”
– “La Trinchera Infinita”
– “Enquanto a Guerra Durar”
– “Perdiendo el Este”

MELHOR FILME ANIMAÇÃO
– “Buñuel en el Laberinto de las Tortugas”
– “Uma Aventura nos Mares – A 1ª Viagem de Circum-Navegação
– “Klaus”

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– “Ara Malikian, Una Vida Entre las Cuerdas”
– “Auterretrato”
– “El Cuadro”
– “Historias de Nuestro Cine”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Ficção)
– “El Nadador”
– “Foreigner”
– “Maras”
– “Suc de Síndria”
– “Xiao Xian”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Documentário)
– “2001 Destellos en la Oscuridad”
– “El Infierno”
– “El Sueño Europeo: Serbia”
– “Nuestra Vida Como Niños Refugiados en Europa”

MELHOR CURTA-METRAGEM (Animação)
– “El Árbol de las Almas Perdidas”
– “Homomaquia”
– “Madrid 2120”
– “Muedra”

MELHOR FILME IBERO-AMERICANO
– “Araña”
– “El Despertar de las Hormigas”
– “La Odisea de los Giles”
– “Monos

MELHOR FILME EUROPEU
– “Na Fronteira“, de Ali Abbasi
– “Os Miseráveis“, de Ladj Ly
– “Portrait de la Jeune Fille en Feu“, de Celine Sciamma
– “Yesterday“, de Danny Boyle

Artigos relacionados