“Quem matou Natalie Wood?”: Para ver esta noite no Investigation Discovery

Estreia da série Quem Matou Natalie Wood?

O ID – Investigation Discovery emite à meia-noite de 7 de junho (sábado para domingo) o especial “Natalie Wood: An ID Murder Mystery“, dedicado à famosa atriz de Hollywood, em que são revistas todas as pistas relacionados com a misteriosa morte da icónica atriz de West Side Story, e saber afinal quem matou Natalie Wood, um mistério que apaixona fãs de crime real há quase quatro décadas.

Na madrugada de 29 de novembro de 1981, o corpo sem vida de Natalie Wood foi encontrado pelas autoridades nas águas do Pacífico ao largo da costa da ilha de Santa Catalina, na Califórnia, onde estava em passeio num iate com o marido, Robert Wagner, e o ator Christopher Walken. As autoridades concluíram que se tratou de um infeliz acidente. Mas as dúvidas sobre o que realmente aconteceu e o possível envolvimento do marido nunca foram totalmente dissipadas. O mistério permaneceu durante décadas e o caso não sofreu mais avanços.

Mas o lançamento de um livro em 2011 veio “agitar as águas” e dar uma versão bem diferente dos factos ocorridos na fatídica noite de 29 de novembro de 1981. O antigo capitão do iate “Splendour”, Dennis Davern, afirmou no seu livro “Goodbye Natalie, Goodbye Splendour” ter mentido às autoridades. De acordo com Davern, o casal vinha discutindo ruidosamente há vários dias. Robert não cabia em si de ciúmes devido à forte química em cena, e pelos vistos fora também, entre Natalie e Walken, que contracenavam no filme “Brainstorm”.

Após um jantar tenso num restaurante na costa, os quatro regressaram ao iate. Antes de se deitarem decidiram beber uma garrafa de vinho, mas os ciúmes de Robert levaram-no a uma troca acesa de palavras com Natalie e, num acesso de raiva, a partir a garrafa de vinho numa mesa. Walken retirou-se para o seu quarto assim como capitão e o casal. A noite estava arruinada, mas longe de terminar.

Mesmo com música alta no quarto, Davern afirmou conseguir ouvir a discussão do casal que tinha continuado depois da lamentável cena no convés. Foi apenas quando o silêncio se instalou que o capitão decidiu sair para inspecionar se tudo estava bem. Deparou-se com Robert a olhar para o mar e a dizer que Natalie tinha desaparecido. Procurou-a nos quartos. Nada. Pediu para ligar uma luz de busca. Robert rejeitou. Pediu para ligar para o restaurante. Robert não deixou. O bote preso ao iate estava igualmente desaparecido tal como Natalie. Mas a atriz tinha medo do mar. Não se aventuraria sozinha. Depois de muita insistência, Robert acedeu e chamaram a Guarda Costeira que não tardou muito em encontrar Natalie. O corpo sem vida da atriz estava a pouco mais de uma milha de distância do iate. Estava com a roupa de dormir e no corpo exibia mais de 20 hematomas.

O que terá acontecido a Natalie? Acidente? Homicídio? Quem poderia beneficiar com a morte da atriz? Este documentário traça as últimas horas de vida de Natalie Wood. Quase quarenta anos mais tarde, este é um caso que continua a intrigar as autoridades fazendo dele um dos mais misteriosos de sempre de Hollywood.

Em junho, alguns dos homicídios mais misteriosos e mediáticos dos últimos anos ganham a atenção do ID – Investigation Discovery, o canal de crime-real exclusivo da NOS (posição 74), numa série de programas que exploram casos em que as questões mais importantes continuam sem resposta.

Artigos relacionados