“Raparigas”: Melhor Filme dos Prémios Goya estreia a 3 de junho

Estreia do filme Raparigas

Com distribuição da Leopardo Filmes, na próxima quinta-feira, 3 de junho, as salas de cinema nacionais vão acolher a estreia de “Raparigas” (Las Niñas), o premiado drama de Pilar Palomero, vencedora do prémio de Melhor Realização em Estreia, Melhor Filme, Melhor Argumento Original e Melhor Fotografia da edição 2021 dos Prémios Goya, os “Óscares” de Espanha.

Estreado mundialmente na secção Generation do Festival de Berlim 2020, a produção espanhola apresenta como pano de fundo uma trama de jovens adolescentes numa escola religiosa e foge dos arquétipos para presentear os espetadores uma obra qualificada como sincera e verdadeira.

Palomero conseguiu recriar o mundo da sua própria adolescência no filme, uma viagem emocionante a uma Espanha cheia de contradições, entre a modernidade e o peso da tradição, ambientada em 1992, que nos conta uma história de perda de vida inocência, com um elenco na sua maioria feminino que inclui Andrea Fandos, Zoe Arnao, Natalia de Molina, entre outras.

A trama segue Celia (Fandos), uma menina de 11 anos que estuda num colégio de freiras em Saragoça e mora com a mãe Adela (Molina), uma viúva de 30 anos, que sonha em dar à filha aquilo que não conseguiu, como a oportunidade de ir para a faculdade.

Mas um dia Brisa (Arnao) entra na sua vida, uma nova companheira recém-chegada de Barcelona, ​​que a empurra para uma nova etapa da sua vida: a adolescência. No início da última década do século XX, a Espanha da Expo e as Olimpíadas de 1992, Celia encontra-se entre dois mundos, o da sua educação em casa e na escola, e o de um novo mundo que a espera. É o momento de descobrir que a vida é feita de muitas verdades e algumas mentiras.

Assista ao trailer legendado e conheça um pouco mais o filme:

Artigos relacionados