“Retrospetiva João Botelho”: Cineasta português é homenageado este mês nos Canais TVCine

Retrospetiva João Botelho no TVCine Edition

Durante todo este mês de julho, às quartas e quintas-feiras, sempre às 22:00h, o Canais TVCine prestam homenagem a um dos realizadores mais marcantes do cinema português, com a “Retrospetiva: João Botelho”. São 9 filmes do cineasta para ver a partir de hoje, 1 de julho, em exclusivo no TVCine Edition.

Potenciado pela vida académica em Coimbra e pelo vício do cinema, João Botelho afastou-se do curso de Engenharia Mecânica. Chegou a ver 300 filmes num ano, foi cineclubista e fundou uma conceituada revista de Cinema. Assim, antes de ser cineasta, foi um cinéfilo convicto.

Inspirado em Manuel de Oliveira, o seu mentor, aprendeu que o cinema é “ver e ouvir, que o que importa é o ponto de vista da câmara (e que só há um ponto de vista correto para cada cena), e que se não há dinheiro para filmar uma carruagem filma-se a roda, mas há que filmá-la bem”. Esta aprendizagem foi crucial para Botelho criar o seu”cinema do tempo” em contraposição ao “cinema de movimento”.

Paralelamente, o seu contributo para devolver o valor incalculável da literatura portuguesa é também inegável., e através da sua própria arte tem criado versões cinematográficas únicas de grandes clássicos.

Veja o vídeo promocional e conheça a programação completa da “Retrospetiva João Botelho”

1 de julho – “Um Adeus Português”

Anos depois da morte do seu filho na Guerra Colonial Portuguesa, um casal de idosos viaja até Lisboa para começar uma nova vida e reencontrar sua antiga nora, apesar das memórias dolorosas do passado.

7 de julho – “Tempos Difíceis”

Adaptação do romance de Charles Dickens ao presente. Uma vivência emergente de conformismo ou frustração, de humilhações ou prepotências, de renúncia ou ridículos, de infâmias ou mediocridade. Entre fantoches e pervertidos, exploradores e humilhados.

8 de julho – “No Dia dos Meus Anos”

Miguel está quase a completar sete anos e ainda não conhece o pai. Nunca o viu porque ele está preso. Mas este ano promete ser diferente, pois o pai de Miguel é libertado, justamente no dia do seu aniversário.

14 de julho – “Três Palmeiras”

As emocionantes últimas oito horas de uma mulher antes do nascimento do seu primeiro filho. Tentando alhear-se da dor, ouve as histórias que o seu companheiro inventa para a ajudar a distrair-se…

15 de julho – “Tráfico”

Um casal de férias no Algarve encontra um carregamento de droga e entra então no mundo do tráfico que passa por dinheiro, armas, arte religiosa e droga.

21 de julho – “Quem És Tu?”
Os sonhos e pesadelos de uma nobre heroína de 13 anos: o luxo e a decadência do séc. XVI português, o contra-ataque dos Jesuítas e a terrível Inquisição, a última esperança no nascimento de um rei desejado, uma nação desfeita, ocupada por estranhos.

22 de julho – “A Mulher Que Acreditava Ser Presidente Dos EUA”

Uma mulher, que acredita ser presidente dos EUA, resolve, na véspera do seu aniversário, dar uma festa de arromba que lhe garanta a reeleição.

28 de julho – “Peregrinação

Um filme que relata os sucessos e as desventuras de Fernão Mendes Pinto, o escritor aventureiro que, durante os 21 anos em que esteve no Oriente para fugir à miséria, foi ´13 vezes cativo e 16 ou 17 vendido´.

29 de julho – “O Ano da Morte de Ricardo Reis

Ricardo Reis chega a Lisboa a 29 de Dezembro de 1935, um tempo particularmente sombrio na Europa… Depois de visitar a sepultura de Fernando Pessoa, o fantasma do poeta aparece-lhe e ambos perdem-se em reflexões sobre a vida, o país e o mundo…

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *