“Serial Killer: Devil Unchained”: Dia 11 e 18 de maio Investigation Discovery

"Serial Killer: Devil Unchained": Dia 11 e 18 de maio no ID – Investigation Discovery

“Serial Killer: Devil Unchained’, a série que mergulha na vida de Todd Kohlhepp, um dos piores assassinos em série da história recente dos EUA, vai ser emitida no ID – Investigation Discovery, o canal de crime-real exclusivo da NOS (posição 74), nos dias 11 e 18 de maio.

O documentário de três partes realizado pela jornalista de investigação Maria Awes para o Investigation Discovery, começa com uma imagem poderosa: um contentor de carga onde a polícia encontrou a jovem Kala Brown presa pelo pescoço com uma corrente de ferro ainda com vida, após dois meses do seu desaparecimento, na propriedade de Todd Kohlhepp, que foi imediatamente detido pelas autoridades.

A partir daí, o mundo estava prestes a conhecer um dos mais prolíferos assassinos em série da história recente dos EUA, o assassino e violador, Todd Kohlhepp, um agente imobiliário de 49 anos, responsável pela morte de pelo menos 7 pessoas na Carolina do Sul, entre 2003 e 2016.

Com recurso a imagens inéditas da própria polícia e entrevistas aos agentes envolvidos no caso, em “Serial Killer: Devil Unchained”, os fãs de crime-real tem acesso a todos os detalhes que levaram à captura do “monstro” que durante 13 anos matou e violou sem cumprir a sua pena. Maria Awes mostra-nos o outro lado da história de Kohlhepp, através de uma série de conversas que a jornalista manteve com o violador e assassino e nas quais procura descobrir a verdade por detrás dos crimes.

Em tribunal, Kohlhepp confessou o assassinato de sete pessoas, mas o seu reino de terror parece ir muito além disso. Foi condenado e cumpre atualmente sete penas de prisão perpétua no Broad River Correctional Institution, em Columbia, na Carolina do Sul.

Episódio 1 – 11 de maio às 10:00h e 18 de maio às 23:00h

Quando a jornalista de investigação Maria Awes recebe uma chamada do assassino em série Todd Kohlhepp, este revela ter assassinado mais mulheres do que se julgava. Awes junta-se ao agente do FBI John Douglas e ao biógrafo de Kohlhepp, Gary Garrett, para descobrir a verdade. A jornalista recua até à perturbada juventude do assassino e consegue uma entrevista exclusiva com a primeira vítima de violação de Kohlhepp. Ao mesmo tempo, questiona se outro caso de violação, na mesma zona, que nunca foi resolvido, terá sido obra deste monstro. À medida que a investigação avança, surgem dúvidas sobre se Kohlhepp é o ‘Superbike Killer’, a maior matança na Carolina do Sul. Ele assumiu a culpa deste caso, mas será mesmo verdade ou estará ele a apropriar-se de um crime que não cometeu para fazer crescer a sua fama?

Episódio 2 – 11 maio às 11:40h e 19 de maio às 01:00h

O relatório da balística não corresponde à confissão de Kohlhepp e Maria Awes visita a cena do crime onde ocorreram os assassinatos de Superbike. Fica a saber que os investigadores não interrogaram nem detiveram Kohlhepp na altura dos acontecimentos, o que podia ter evitado três assassinatos posteriores. Awes investiga a vida deste homem depois destes crimes, quando abriu a sua própria imobiliária, reuniu uma enorme quantidade de armas e matou um jovem casal de namorados. Na mesma altura, assassinou o namorado da jovem que manteve raptada num contentor, na sua propriedade. A jornalista conhece ainda detalhes íntimos da vida de Kohlhepp, através de uma ex-namorada e pergunta: teria este assassino um cúmplice?

Episódio 3 – 11 de maio às 13:20h e 19 de maio às 02:50h

Num final dramático, Maria Awes tenta identificar um cúmplice e acompanha Gary Garrett num périplo pela propriedade de Kohlhepp, onde os investigadores encontraram os corpos de três vítimas e onde Kala Brown passou dois meses raptada, dentro de um contentor. Awes ouve uma confissão inesperada, por parte de Kohlhepp, sobre outros dois assassinatos que ele diz ter cometido. A jornalista entrevista o xerife de Spartanburg, Chuck Wright, e este concorda em fazer uma busca, para encontrar os corpos de mais vítimas. À medida que Maria Awes e John Douglas procuram mais pistas, os media norte-americanos viram-se para esta história, que têm um desfecho totalmente inesperado.

Artigos relacionados