“Sombra”: Trailer do drama de Bruno Gascon sobre crianças desaparecidas

Trailer do filme português Sombra

Foi divulgado nesta terça-feira, 25 de maio, Dia Internacional da Criança Desaparecida, o trailer do drama “Sombra“, um filme escrito e realizado por Bruno Gascon, uma produção da Caracol Studios, inspirada em casos reais de crianças portuguesas desaparecidas, como o de Rui Pedro, visto pela última vez em 1998 quando tinha 11 anos.

Ana Moreira lidera o elenco desta ficção nacional, da qual fazem parte Miguel Borges, Vítor Norte, Tomás Alves, Joana Ribeiro, Ana Cristina Oliveira, Sara Sampaio, Lúcia Moniz, João Cabral, Ana Bustorff, Sara Norte, Raimundo Cosme, Miguel Monteiro, Oksana Tkach, Carlota Ladeiro, Mário Sá e Kim Grygierzec.

A história do filme leva-nos até 1998, quando Isabel (Ana Moreira) tinha a família perfeita. Até que um dia chega a casa e descobre que o seu filho de 11 anos desapareceu. A partir desse momento tudo muda. Apesar da cobertura mediática do caso e da existência de um suspeito a justiça falha constantemente e Isabel percebe que somente ela poderá manter viva a busca por Pedro. Passam-se quinze anos e apesar de todos os obstáculos que encontra Isabel vai continuar a fazer de tudo para reencontrar o filho que todos querem que esqueça, mas que ela acredita que ainda está vivo. Uma mãe sabe.

De acordo com a produtora, “o argumento foi escrito com base nas conversas que Bruno Gascon teve com vários familiares de crianças portuguesas desaparecidas e em particular com uma mãe cuja história o influenciou profundamente”, e que o contacto com as famílias foi possível graças à parceria com a Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas.

Duplamente premiado em abril passado no Barcelona Sant-Jordi International Film Festival, “Sombra” estreará nos cinemas portugueses em finais de 2021. Até lá, o filme viajará em junho até à China para fazer parte da secção Panorama do 24º Shanghai International Film Festival.

“Esperamos sinceramente que este filme possa levar mais longe a causa das crianças desaparecidas e sensibilizar todos os que o vejam para a força e coragem de quem nunca desiste de lutar para encontrar aqueles que lhes foram roubados”, lê-se na página oficial do filme no Facebook.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *