“Something Is Killing the Children”: Banda desenhada vai ser adaptada numa série por Mike Flanagan

Mike Flanagan vai adaptar Something Is Killing the Children

Segundo o The Hollywood Reporter, Mike Flanagan (Doutor Sono) e o seu parceiro de produção Trevor Macy irão coescrever e produzir para a Netflix a série televisiva “Something is Killing the Children“, uma adaptação da série de livros de banda desenhada escritos por James Tynion IV e ilustrados por Werther Dell’Edera.

Publicados mensalmente desde setembro de 2019 pela Boom! Studios, rapidamente se tornou um sucesso e em 2020 foi nomeada ao Prémio Eisner de Melhor Nova Série. A história gira em torno de um estranha e misteriosa assassina de monstros que chega a uma cidade onde as crianças começam a desaparecer.

A ação passa-se numa cidade adormecida no coração da América, quando as crianças começam a desaparecer e tudo parece sem esperança. A maioria delas nunca regressa e a polícia local está perplexa com os assassinatos brutais e desesperada para apanhar o assassino, mas recusam-se a acreditar em relatos de criaturas aterrorizantes que vivem nas sombras, especialmente porque as únicas pessoas que afirmam ter visto esses chamados monstros são outras crianças.

A única esperança de encontrar e eliminar a ameaça é Erica Slaughter, uma misteriosa estranha que chegou à cidade e que acredita nas crianças e afirma ver o que elas podem ver. Ela mata monstros, é tudo o que ela faz, arcando com o custo porque tem que ser feito. Mas as pessoas da cidade podem confiar nesta estranha a vida de seus filhos? E mais importante, podem as crianças confiar a esta estranha adulta os seus segredos?

O projeto está nos estágios iniciais de desenvolvimento e não há qualquer referência sobre o início da produção, nem nomes associados ao elenco.

Flanagan tornou-se conhecido como um dos mais aclamados cineastas de terror da sua geração, depois de ter dirigido o indie “Absentia”, seguindo-se sucessos como “Oculus: O Espelho do Demónio“, “Hush”, ” Before I Wake” ou “Ouija: Origem do Mal“. Nos últimos anos voltou a sua atenção para o streaming, tendo dirigido para a Netflix o filme “Jogo Perigoso” e a minissérie “A Maldição de Hill House”.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *