“Static Shock”: Série animada vai ser adaptada num filme live-action

Static Shock vai ser adaptada num filme live-action

E se a Marvel foi a grande responsável por levar ao grande ecrã o primeiro super-herói negro com “Black Panther“, a DC Comics teve a primazia de apresentar na televisão a série animada “Static Shock“, também protagonizada por um personagem da mesma cor, que inspirou muitas crianças e adolescente dos anos 2000.

E a série vai ser agora adaptada numa versão live-action da Warner Bros. Pictures, anunciada durante o evento online DC FanDome, um projeto que faz parte de um lote centrado em propriedades da Milestone Media, criada em 1993 por artistas e escritores afro-americanos, para dar maior representatividade às minorias.

Produzida pela Warner Bros. Television, a série de animação infantil foi exibida durante quatro temporadas, num total de 52 episódios. Chegou ao Brasil com o título “Super-Choque” e, corrijam-nos se for o caso, não foi transmitida na televisão portuguesa.

Inspiradora para muitas crianças, principalmente as negras, o protagonista é Virgil Hawkins, um jovem inteligente e bem-humorado que vive na cidade de Dakota, com o pai e a irmã. Após ser exposto acidentalmente a um gás desconhecido, adquire superpoderes baseados na eletricidade, sendo o seu corpo uma poderosa fonte de energia, principalmente a eletromagnética e a eletrostática. Com a ajuda do seu amigo Ritchie, Virgil decide transformar-se num super-herói e ajudar as pessoas com as suas novas habilidades, tornando-se no Static Shock.

A animação diferenciou-se das restantes pelo seu conteúdo didático que abordava assuntos relevantes, tendo como núcleo principal a criminalidade urbana, como a posse de armas que adolescentes levam para as escolas, bullying, violência urbana e um tema muito presente e enraizado na nossa sociedade, a luta contra o racismo.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *