Stephen Woolley vai produzir um remake do drama “Ikuru”, do japonês Akira Kurosawa

Stephen Woolley vai produzir remake do drama Ikuru de Akira Kurosawa

O produtor Stephen Woolley está a desenvolver um remake de “Ikiru”, o clássico drama de 1952, dirigido pelo japonês Akira Kurosawa (1910–1998), desta vez, com uma história ambientada nos anos 50 em Londres.

De acordo com o Deadline, a revelação foi feita no prefácio do livro “Scala Cinema: 1978 a 1993”, da escritora Jane Giles, que será publicado a 18 de outubro. A obra é uma referência ao ambicioso cinema que Woolley geriu para distribuir os vários tipos de cinema de culto e filmes internacionais de arte.

“Ainda me inspiro nesses lindos programas do Scala. Quase 40 anos depois da exibição no Scala, estou atualmente a ler um guião para uma versão que encomendei, que será ambientada na Londres dos anos 50, e que espero filmar no próximo ano”, disse Woolley.

A história original acompanha Kanji Watanabe (Takashi Shimura), um veterano que trabalhá diáriamente há decadas num organismo público, sem fazer praticamente nada. Ao descobrir que tem um cancro no estômago, decide dar um sentido à sua até então desperdiçada vida. É então forçado a buscar o significado da sua existência nos seus dias finais.

Junto com a sua esposa Elizabeth Karlsen, Woolley gere a Number 9 Films, empresa que fundou em 2002, e cujos créditos mais recentes incluem, entre outros, “Carol (2015)”, “Heróis da Nação (2016)”, “Na Praia de Chesil (2017)” e “Colette”, drama biográfica que está previsto chegar aos cinemas portugueses a 24 de janeiro de 2019.

Artigos relacionados