“The Flash”: Filme do super-herói será o próximo projeto de Andy Muschietti

Andy Muschietti em negociações para dirigir o filme The Flash

Andy Muschietti, cujo último trabalho “It – Capítulo 2” chega aos nossos cinemas a 5 de setembro, confirmou numa entrevista ao Fandango que será o realizador de “The Flash”, o filme a solo do super-herói e que este será o seu próximo projeto cinematográfico.

Além da confirmação, o realizador argentino também fez uma breve descrição sobre o que o atraiu a dirigir o filme, mas não promete que o futuro filme contenha elementos do género pelo qual é famoso: terror.

“O que me cativou foi o lado humano, os sentimentos humanos e as emoções que se desenvolvem no drama. Será divertido, também. Não posso prometer que haja algum elemento de terror, mas é uma história humana muito bonita”, explicou Muschietti.

Este comentário deixa a porta aberta para que tipo de história de Flash a DC vai contar. Christina Hodson (Bumblebee) está a lidar com o guião mas com tão poucos créditos, é difícil identificar que tipo de narrativa ela trará para o filme.

Em desenvolvimento há vários anos, as notícias anteriores sobre “The Flash” indicavam que o filme seria baseado em “Flashpoint”, a famosa história de banda desenhada de 2011, em que mostra Barry Allen a usar a sua velocidade para fins egoístas, regressando no tempo para impedir o assassinato da sua mãe e salvando o seu pai de uma sentença de prisão. O ato cria uma nova linha do tempo do Universo DC, na qual os personagens de super-heróis/super-vilões são remixados em novos papéis que ameaçam o equilíbrio mundial. No final, Flash sacrifica os seus desejos pessoais para restaurar um universo que, embora não seja perfeito, é melhor que a alternativa sombria.

A premissa seria uma boa saída para um reboot no Universo Estendido DC, mas o problema é que “Flashpoint”, é uma história que inclui Flash, mas também vários outros personagens da “Liga da Justiça” para acompanhar, o que não seria o tipo de “bela história humana” que Muschietti descreve.

Para já, a única certeza é que Ezra Miller voltará a repetir o papel do super-herói, interpretado pela última vez em “Liga da Justiça“, ator que em certo momento chegou a apresentar a sua própria versão para o filme.

O argentino também está anunciado para um outro projeto fora do género de terror, a adaptação de “Attack on Titan”, baseado no manga “Shingeki no Kyojin”, do japonês Hajime Isayama.

Artigos relacionados