“The Running Man”: Edgar Wright prepara uma nova versão da obra de Stephen King

Edgar Wright prepara um novo filme The Running Man

A Paramount Pictures chegou a acordo com Edgar Wright (Baby Driver – Alta Velocidade) para desenvolver e dirigir uma nova adaptação cinematográfica de “The Running Man“, o romance futurista de Stephen King, publicado em 1982, sob o pseudónimo de Richard Bachman.

A obra do Mestre de Terror serviu de inspiração para o filme protagonizado por Arnold Schwarzenegger, lançado nos cinemas em 1987, e que chegou a Portugal com o título “O Gladiador”. Segundo o Deadline, esta nova versão não será um remake do filme, já que o cineasta coescreverá com Michael Bacall o guião que apresentará uma história mais fiel ao best-seller de King.

O projeto, considerado de alta prioridade para a Paramount, será produzido pela Genre Films, de Simon Kinberg, junto com a Complete Fiction, de Wright, que em 2017 referiu que, se tivesse de fazer algum remake, então seria “The Running Man”. A ideia cresceu e tornou-se realidade.

O thriller distópico, ambientado no século XXI, ainda parece presciente na atual colisão entre a cultura pop e a política, muito antes das redes sociais aumentarem o risco. A história leva-nos a um reality show televisivo em que os “convidados” são presidiários que são perseguidos até à morte por caçadores, numa corrida pela sobrevivência, mas também pela sua própria liberdade.

O mais popular, mas também o mais sádico é o “The Running Man”, e o mais recente concorrente é Ben Richards (Schwarzenegger), um ex-polícia condenado injustamente, que irá combater numa luta ao estilo de gladiadores futuristas. Richards fará tudo para limpar o seu nome, como também revelar a todos a verdade oculta por trás reality show.

Edgar Wright, que está anunciado para dirigir a sequela de “Baby Driver”, tem pendente a estreia do seu thriller de terror “Last Night in Soho“, prevista para outubro, filme protagonizado por Anya Taylor-Joy e Thomasin McKenzie, e que foi a última atuação da atriz Diana Rigg, falecida em setembro de 2020 aos 82 anos.

Artigos relacionados