“Titane” é o candidato de França a uma nomeação ao Óscar de Melhor Filme Internacional

Filme Titane representa França nos Óscares

Estreado na passada quinta-feira (7) nos cinemas nacionais, o filme “Titane“, a segunda longa-metragem da realizadora Julia Ducournau, será o representante de França na corrida a uma nomeação ao Óscar de Melhor Filme Internacional.

O candidato francês saiu de um lote de três filmes pré-selecionados pelo comité do pais, que incluía o vencedor do Leão de Ouro e o o prémio FIPRESCI do recente Festival de Veneza, o drama “L’Evénement”, de Audrey Diwan, e o thriller de ação “Bac Nord”, do realizador Cédric Jimenez, que curiosamente escreveu o argumento junto com Diwan, filme que está disponível na Netflix Portugal com o título “Marselha Debaixo de Fogo”.

“Estamos muito orgulhosos de ‘Titane’, um filme excepcionalmente particular, que vai levar as cores de França na competição para o Oscar de de Melhor Filme Internacional”, disse Dominique Boutonnat, presidente do Centro Nacional de Cinema de França.

VEJA A LISTA DOS FILMES JÁ SUBMETIDOS AO ÓSCAR DE MELHOR FILME INTERNACIONAL

A história segue Alexia (Agathe Rousselle), uma mulher que após ter sofrido um acidente de viação quando era criança, passou a viver com uma placa de titânio na cabeça. É agora uma bailarina exótica de salões de automóveis, que, depois de “liquidar” um cliente que se “aproximara” mais do que deveria, foge e conhece um bombeiro (Vincent Lindon), cujo filho desapareceu há 10 anos.

“Titane” é uma obra livre, que rompe códigos e barreiras, com uma história transgressiva na qual o corpo, a violência, o sexo e a máquina ocupam lugar de destaque. A sua escolha acaba por ser uma aposta ousada do comité francês que na maioria das suas submissões tende mais para o tradicional.

Esta é o 68º filme a ser submetido ao Óscar nesta categoria, denominada antes de 2020 como Melhor Filme em Língua Estrangeira. Até à data recebeu 40 nomeações, a mais recente em 2019, com “Os Miseráveis”, de Ladj Ly, e venceu a estatueta dourada em 12 ocasiões, a última em 1992, pelo filme “Indochina”, de Régis Wargnier.

Se ainda não viu, assista ao trailer legendado em português de “Titane”.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *