“Todas as Canções de Amor”, de Joana Mariani, venceu a 10ª edição do FESTin

Filme brasileiro de Joana Mariani venceu o FESTin 2019

Decorreu ontem à noite no Cinema São Jorge em Lisboa, a sessão de encerramento do 10ª edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em cuja cerimónia foram anunciados os vencedores das sessões competitivas.

Na Competição de Ficção, que integrava seis produções brasileiras, o júri composto pela realizadora Margarida Leitão, o gestor cultural Bernardo Vilhena e o embaixador Lauro Moreira, atribuíram o prémio a “Todas as Canções de Amor”, da realizadora Joana Mariani.

O júri decidiu também distinguir Aly Muritiba como Melhor Realizador, pelo filme “Ferrugem”, que também foi contemplado com o prémio de Melhor Atriz pela interpretação de Tifanny Dopke. O troféu de Melhor Ator foi para Daniel Oliveira, pelo filme “Aos teus Olhos”, de Carolina Jabor.

O drama de Muritiba também foi eleito o Melhor Filme pelo Júri da Crítica, composto por Duarte Mata, Rui Alves de Sousa e Samuel Andrade, que atribuíram uma Menção Honrosa a “Boni Bonita”, de Daniel Barosa.

O prémio de Melhor Documentário foi parar às mãos de Carolina Paiva por “Lusófonas” e “Início do Fim”, de Francisco Junior Gonçalves, recebeu uma Menção Honrosa. O prémio do Júri Popular foi atribuído ao documentário “O Pequeno Escritor”, de Júlio Silva”.

Já nas curtas-metragens, o prémio de Melhor Filme foi para “Viagem de Icaro”, de Kaco Olimpio e Larissa Fernandes, e a Menção Honrosa foi atribuída a “Grito”, de Luiz Cassol. Nesta secção, o Júri Popular distinguiu “Mambo”, de Nuno Barreto.

Nesta edição, que decorreu em vários espaços da capital portuguesa entre os dias 5 e 22 de maio, o Prémio do Público foi entregue a Eduardo Nunes por “Unicórnio”., enquanto que, “A Zeropeia”, de Rodrigo Guimarães, venceu o Prémio Festinha para Melhor Filme Infantil.

Artigos relacionados