Um machado, uma madrasta e um pai assassinados. Canal ID estreia “The Curse of Lizzie Borden”

O canal ID – Investigation Discovery Portugal revisita neste sábado, 29 de outubro ,às 23:00h, um duplo homicídio que há mais de 120 anos intriga fãs de crime-real, com o documentário “The Curse of Lizzie Borden“, um caso apaixonante que perdura até aos dias de hoje convertendo Lizzie numa lenda urbana em Fall River, Massachusetts, nos EUA.

Lizzie Borden entrou para a história como a “Assassina do Machado”, por ter sido a única suspeita julgada pela morte do pai e da madrasta, em 1892. Durante aquele que foi considerado pela imprensa como o “julgamento do século”, Lizzie foi confrontada com os vários factos da acusação, mas acabou ilibada. No entanto, nem todos acreditam na sua inocência.

Lizzie Andrew Borden e a irmã, Emma, nunca tiveram uma boa relação com a madrasta, Abby Gray. O pai Adrew, um homem de negócios com várias propriedades, voltou a casar após o falecimento da primeira mulher com a qual teve Lizzie e Emma, mas estas nunca aceitaram Abby plenamente e as discussões eram frequentes. Apesar de estarem juntos há quase três décadas simplesmente não havia uma boa relação entre as raparigas e a madrasta. O anúncio de uma mudança de casa precipitou os acontecimentos tráficos.

Na manhã de 4 de agosto de 1892, Lizzie descobriu o corpo sem vida do pai no sofá da sala com a cabeça completamente desfeita. Os gritos atraíram a atenção da empregada Bridgette Sullivan, que estava a descansar no quarto. Vizinhos e amigos ao ouvir os gritos foram até à residência ver o que se passava. Pouco depois, Bridgette e uma vizinha, encontraram o corpo sem vida de Abby Gray, no solo do quarto de convidados, também com a cabeça desfeita.

As autoridades descobriram que a arma do crime tinha sido um pequeno machado. As únicas pessoas presentes em casa, para além das vítimas, eram Lizzie e a empregada, que estava a descansar. Os detetives não encontraram pistas que conduzisse a investigação para outros suspeitos a não ser a filha mais nova da família.

Depois de ilibada, apesar de algumas provas indicarem o contrário, Lizzie continuou a viver em Fall River até aos 66 anos, idade com que morreu de uma pneumonia em 1927. A casa onde ocorreram os crimes é atualmente um “bed & breakfast” que oferece visitas guiadas.

A história intrigante com mais de um século serviu de inspiração na literatura e televisão, sendo contada no filme “A Vingança de Lizzie Borden“, protagonizado por Kristen Stewart e Chloë Sevigny, que chegou aos cinemas portugueses em novembro de 2018.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados