Uma Thurman será a cofundadora do The Huffington Post na série antológica “Super Pumped”

Uma Thurman no elenco da série Super Pumped

Super Pumped”, a série de antologia do Showtime, acaba de recrutar para o elenco mais uma “empresária”, a atriz Uma Thurman (Corredor Assombrado), que interpretará Arianna Huffington, a cofundadora do The Huffington Post e CEO da Thrive Global.

A série irá explorar em cada temporada diferentes histórias sobre a criação e ascensão de grandes empresas que abalaram o mundo dos negócios. A primeira temporada do programa será baseada no livro best-seller de Mike Isaac, “Super Pumped: The Battle for Uber”, centrada em torno de Travis Kalanick (que será interpretado por Joseph Gordon-Levitt), o CEO e cofundador da Uber.

Huffington tem um histórico de ser membro do conselho de várias empresas, incluindo a Uber, para a qual ingressou em 2016. A sua presença foi amplamente celebrada por Kalanick, que reconheceu que precisava muito de aprender com sua inteligência emocional.

Além de Thurman e Gordon-Levitt, também já foram anunciados outros membros do elenco, incluindo Hank Azaria como Tim Cook, CEO da Apple, Kyle Chandler como Bill Gurley, cofundador da Uber, e Kerry Bishé como Austin Geidt, que começou na Uber como estagiária e chegou a Chefe de Estratégia do Grupo de Tecnologias Avançadas. O elenco conta ainda com Elisabeth Shue, Jon Bass, Bridget Gao Hollitt, Virginia Kull, Amanda Brooks, Annie Chang, Erinn Ruth, Mishka Thébaud e Babak Tafti.

A série foi criada por Brian Koppelman e David Levien, da série “Billions”, junto com Beth Schacter, que também serão produtores excutivos. A Showtime ainda não revelou uma data de lançamento da série, mas já revelou a sinopse:

“Super-Pumped conta a história de um dos unicórnios mais bem-sucedidos e destrutivos de Silicon Valley, a Uber. Baseando-se em Kalanick e no seu relacionamento às vezes impetuoso com o seu mentor Gurley, a série Showtime retratará a montanha-russa da nova empresa de transportes, incorporando os altos e baixos de Silicon Valley. Mesmo no meio da turbulência radical gerada na capital global de tecnologia, a Uber destaca-se como uma maravilha e um conto de advertência, apresentando batalhas internas e externas que se propagam com consequências imprevisíveis.”

Artigos relacionados