“Undiscovered”: Documentários sobre alguns dos maiores mistérios da humanidade no Discovery

Discovery estreia o programa Undiscovered

Nas segundas-feiras de 22 e 29 de março, às 21:00h, o Discovery Channel Portugal apresenta “Undiscovered“, uma série de documentários que exploram alguns dos maiores mistérios da humanidade, reescrevendo a História de personalidades mundialmente conhecidas.

Para esta noite está agendada a emissão de “O Grande Mistério do Everest“, que segundo o canal “pretende esclarecer a verdade sobre as expedições ao cume do Monte Evereste, ao relatar as aventuras dos montanhistas envolvidos nessa conquista” que, de acordo com os registos, Edmund Hillary e Tenzing Norgay ficaram na história mundial por terem alcançado em 1953 algo que muitos tentaram e sempre falharam.

Imagem de O Grande Mistério do Everest

Mas será que estes exploradores foram realmente os primeiros a chegar ao cume? E se outro grupo conseguiu esse feito primeiro? São esta as questões, entre outras, que serão respondidas num documentário totalmente inédito em que uma equipa de montanhistas experientes empreende uma aventura épica para resolver o mistério de George Mallory e Andrew Irvine, dois exploradores que morreram durante a sua jornada ao pico do Everest em 1924.

“Depois de partirem numa expedição ao cume do Monte Everest em 1924, carregando apenas ferramentas essenciais e uma camara Vest Pocket Kodak, George Mallory e Andrew Irvine desapareceram. Após a descoberta do corpo de Mallory na parte norte da montanha em 1999 por um grupo de pesquisadores, muitos especularam se os dois exploradores realmente conseguiram chegar ao topo da montanha antes de morrer. No entanto, o local de descanso de Irvine – e com ele, a famosa camara Kodak – permanece um mistério. Se encontrado, e em condições recuperáveis, o filme da sua jornada poderá justificar a ascensão histórica de Hillary em 1953 e reescrever o livro dos recordes, de uma vez por todas”, resume o canal.

Utilizando imagens de satélite como pesquisa, “O Grande Mistério do Everest” reúne as pistas e evidências que podem conduzir a Irvine, à camara e à resolução do mistério envolto nesta história, de uma vez por todas.

Uma semana depois estreia “Lincoln Inédito“, um documentário sobre a última foto tirada das 130 fotografias registadas de Abraham Lincoln, o 16º presidente dos EUA, antes de ser assassinado, que foi considerado por muitos como o maior líder dos EUA e um dos presidentes mais amados da história.

O dia 14 de abril de 1865 é lembrado como uma das maiores tragédias da história americana. Embora muito sobre os eventos daquela noite tenham sido documentados em livros e biografias durante décadas, as horas passadas na Casa Petersen, onde Lincoln acaba por sucumbir aos ferimentos, permanecem envoltas em mistério.

Imagem do documentário Lincoln Inédito

Mas será que existe outra fotografia que permaneceu escondida por mais de 150 anos? Uma foto tirada pelo próprio Lincoln após ter sido baleado, naquela noite fatídica no Teatro Ford? São as perguntas que o canal coloca e que, após saber da existência de uma suposta fotografia do presidente Lincoln, tirada nas suas horas finais, Whitny Braun, investigadora e professora de bioética da Universidade de Loma Linda, que autenticou inúmeros factos históricos durante o seu mandato, começa a provar a autenticidade da imagem através de métodos forenses inovadores e software de reconhecimento facial, bem como pontos turísticos de historiadores conceituados e biógrafos de Lincoln.

Com realização de Jason Cohen e produzido por Mark Wahlberg, “Lincoln Inédito” narra a investigação de Braun, com vista a revelar a fotografia secreta recém-descoberta que poderá ser a 131ª e última imagem do presidente Lincoln, tirada no momento do seu assassinato. Esta jornada para descobrir a verdade conduz o espectador ao local de nascimento de Lincoln em Illinois, aos corredores do Arquivo Nacional e à cena dos seus últimos momentos no Teatro Ford e na Casa Petersen.

“O Grande Mistério do Everest” e “Lincoln Inédito” são dois desses documentários com factos nunca desvendados, que prometem prender os telespectadores ao ecrã.

Artigos relacionados