Veja aqui a versão restaurada da primeira adaptação cinematográfica de “Frankenstein”

Versão restaurada da primeira adaptação de Frankenstein

A Biblioteca do Congresso dos EUA restaurou a primeira adaptação cinematográfica de “Frankenstein”, uma curta-metragem do género de terror mudo, escrita e dirigida em 1910 por J. Searle Dawley, baseada na icónica obra literária de Mary Shelley, publicada 92 anos antes de ser produzido o filme pelo estúdio Thomas Edison.

Em 2014, a Biblioteca comprou uma coleção de filmes que Alois Dettlaff adquiriu na década de 1950, que não estava ciente do significado do filme, até que em 1980 o American Film Institute incluiu “Frankenstein” numa lista dos “10 filmes perdidos mais procurados”.

Durante vários anos, a grande maioria das pessoas pensavam que a primeira versão foi a de 1931 que chegou aos cinemas portugueses com o título “Frankenstein, o Homem que Criou o Monstro”, dirigido por James Whale, com Boris Karloff no papel principal.

A notícia foi publicada no blogue da Biblioteca do Congresso, que explica o processo de aquisição e restauração da obra, disponibilizando a visualização do trabalho efetuado com o filme mudo, que, como é conhecido, acompanha Frankestein,um jovem estudante de ciências, que se interessa pelos mistérios da vida e da morte, com a grande ambição de criar um ser humano. Numa noite, finalmente o seu sonho é realizado, mas ao invés de uma pessoa com beleza física, cria um horrível monstro.

Veja aqui o filme completo com a duração de 13′ 18”:

Artigos relacionados