Vencedores do IndieLisboa 2019 – Festival Internacional de Cinema

Vencedores do IndiLisboa 2019

Terminou mais uma edição do IndieLisboa 2019 – Festival Internacional de Cinema, que decorreu entre os dias 2 e 12 de maio. Os vencedores foram anunciados na noite deste passado domingo.

O júri da Competição Internacional de longas-metragens atribuiu o Grande Prémio Cidade de Lisboa à produção espanhola “De Los Nombres de las Cabras”, de Silvia Navarro e Miguel G. Morales . “Sa Nu Ucizi”, Gabi Virginia Sarga e Catalin Rotaru (Roménia) e “Jessica Forever”, Caroline Poggi e Jonathan Vinel (França), venceram ex-aequo o Prémio Especial Canais TVCine & Séries.

Na competição nacional, o Prémio Alianz de Melhor Longa-Metragem foi parar às mãos de Catarina Ruivo pelo seu documentário “A Minha Avó Trelotótó”. O prémio de Melhor Realizador foi atribuído a Tiago Hespanha por “Campo”.

O Prémio Dolce Gusto para Melhor Curta-Metragem Portuguesa foi para “A Casa, A Verdadeira e a Seguinte, Ainda Está Por Fazer”, de Silvia das Fadas, e “O Mar Enrola na Areia”, de Catarina Mourão, recebeu do júri uma Menção Especial. Destaque ainda para a vitória de “Past Perfect”, a produção nacional de Jorge Jácome, que venceu o Grande Prémios de Curtas-Metragens na Competição Internacional.

A partir de hoje e até à próxima quarta-feira, 15 de maio, alguns dos filmes vencedores serão exibidos no Cinema Ideal . Confira o palmarés do IndieLisboa 2019:

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL (LONGAS-METRAGENS)

GRANDE PRÉMIO CIDADE LISBOA
– “De los Nombres de las Cabras”, de Silvia Navarro e Miguel G. Morales

PRÉMIO ESPECIAL CANAIS TVCINE & SÉRIES
– “Jessica Forever”, de Caroline Poggi e Jonathan Vinel e
“Sa Nu Ucizi”, de Gabi Virginia Sarga e Catalin Rotaru

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL (CURTAS-METRAGENS)

GRANDE PRÉMIO
– “Past Perfect”, de Jorge Jácome (Portugal)

PRÉMIOS TURISMO DE MACAU
Melhor Animação: “Guaxuma”, de Nara Normande
Melhor Documentário: “Swatted”, de Ismael Joffroy Chandoutis
Melhor Ficção: “The Girl With Two Heads”, de Betzabé Garcia

COMPETIÇÃO NACIONAL (LONGAS-METRAGENS)

PRÉMIO ALLIANZ MELHOR FILME PORTUGUÊS
– “A Minha Avó Trelotótó”, de Catarina Ruivo

PRÉMIO MELHOR REALIZADOR
– Tiago Hespanha por “Campo”

COMPETIÇÃO NACIONAL (CURTAS-METRAGENS

PRÉMIO DOLCE GUSTO
– “A Casa, A Verdadeira e a Seguinte, Ainda Está Por Fazer”, de Silvia das Fadas

MENÇÃO HONROSA
– “O Mar Enrola na Areia”, de Catarina Mourão

PRÉMIO NOVO TALENTO FCSH/NOVA
– “Poder Fantasma”, de Afonso Mota

PRÉMIOS NOVÍSSIMOS THE YELLOW COLOR + PORTUGAL FILM
– “Estas Mãos São Minhas”, de André Ferreira

PRÉMIOS SILVESTRE

MELHOR LONGA-METRAGEM
– “Imi Este Indiferent Daca In Istorie Vom Intra Ca Barbari”, de Radu Jude e
– “M.”, de Yolande Zauberman

MELHOR CURTA-METRAGEM
– “Sete Anos em Maio”, de Affonso Uchoa

MENÇÃO HONROSA
– “Wong Ping’s Fables 1” de Wong Ping

PRÉMIO INDIEMUSIC
– “Batida de Lisboa”, de Rita Maia e Vasco Viana

PRÉMIO AMNISTIA INTERNACIONAL
– “Sete Anos em Maio”, de Affonso Uchoa

PRÉMIO ÁRVORE DA VIDA PARA FILME PORTUGUÊS
– “Invisível Herói”, de Cristèle Alves Meira

MENÇÃO HONROSA
– “A Minha Avó Trelotótó”, de Catarina Ruivo

PRÉMIO SANTA CASA
– “Príncipe Kik-ki-do: A Toupeira Mineira”, de Grega Mastnak

PRÉMIO ESCOLAS
– “Guaxuma”, de Nara Normande

PRÉMIO UNIVERSIDADES
– “Present. Perfect.”, de Shengze Zhu

Artigos relacionados