Vistacurta 2020: Festival de Curtas de Viseu de 27 a 31 de outubro

VISTACURTA 2020 Festival de Curtas de Viseu

Vai decorrer entre os dia 27 e 31 de outubro mais uma edição do VISTACURTA – Festival de Curtas de Viseu, um evento organizada pelo Cine Clube de Viseu, e que, num ano particularmente difícil, promete alcançar uma programação, em simultâneo, ampla, celebrativa e com sentido crítico.

A edição deste ano propõe um olhar especial sobre a África lusófona, convidando os realizadores Sol de Carvalho, Margarida Cardoso e Billy Woodberry, e que incluirá uma exposição de fotografia, além de dezenas de curtas-metragens em competição – de produção nacional e local.

Na sessão de abertura será exibido no IPDJ o filme “Mabata Bata” (2018), de Sol de Carvalho, um olhar sobre histórias de países africanos de língua oficial portuguesa, numa sessão apresentada pela cineasta, numa entrevista concedida pelo realizador Rui Simões. No mesmo local, a 31 de outubro, o encerramento fica a cargo de “O que Arde“, de Oliver Laxe, produção galega que recebeu o Prémio do Júri no Festival de Cannes 2019.

Ao longo dos cinco dias do VISTACURTA 2020 serão exibidos 25 filmes, dos quais 11 curtas-metragens, 3 na competição Local e 8 na Competição Nacional. Cristóvão Cunha, Margarida Cardoso e Zé Tavares são os júris das duas secções competitivas.

No dia 30, às 17:30h, João Botelho vai marcar presença no IPDJ para apresentar o seu mais recente trabalho, “O Ano da Morte de Ricardo Reis”, adaptado da obra literária do escritor e Prémio Nobel da Literatura José Saramago, o filme convidado desta edição.

Como é habitual, a música também se funde com o cinema no VISTACURTA, uma edição que terá dois concertos em parceria com o Teatro Viriato. Os destaques passam por “A Casa na Praça Trúbnaia”, obra-prima do cinema mudo soviético com banda sonora composta e tocada ao vivo por Mão Morta Redux, e “Um Piano afinado pelo Cinema”, com a música original de um lado (a cargo do compositor e pianista Filipe Raposo), e do outro, grandes heróis do cinema mudo, como Charlie Chaplin, Buster Keaton, Georges Méliès.

O VISTACURTA 2020 terá também uma secção de filmes em formato online que será exibidos no site oficial do evento (https://vistacurta.pt/), onde também estão disponíveis todas as informações sobre a programação.

COMPETIÇÃO PRODUÇÃO LOCAL
– “Bustarenga”, de Ana Maria Gomes
– “Nos Jardins do Barrocal”, de Melanie Pereira
– “Corte”, de Afonso Rapazote e Bernardo Rapazote

COMPETIÇÃO PRODUÇÃO NACIONAL
– “Três Perdidos Fazem um Encontrado”, de Atsushi Kuwayama
– “Noite Perpétua”, de Pedro Peralta
– “O Voo do Contrário”, de Stephanie Rodrigues
– “Lá Fora as Laranjas Estão a Nascer”, de Nevena Desivojevic
– “Elo”, de Alexandra ‘Xá’ Ramires
– “Ave Rara”, de Vasco Saltão
– “A Vida Dura Muito Pouco”, de Dinis Leal Machado
– “Ruby”, de Mariana Gaivão

Artigos relacionados