“A Ama de Cabo Verde”: Um drama terno e comovente sobre uma imigrante cabo-verdiana

Estreado na Semana da Crítica do Festival de Cannes 2023 e premiado no Festival de Jerusalém com o prémio de Melhor Filme Internacional, o drama “A Ama de Cabo Verde” (Àma Gloria), da realizadora francesa Marie Amachoukeli-Barsacq vai estrear nos cinemas portugueses na próxima quinta-feira, dia 20 de junho.

Distribuído pela Alambique Filmes, o filme, rodado essencialmente na ilha de Santiago, em Cabo Verde, tem como protagonistas Ilça Moreno Zego, no papel de Glória, uma ama cabo-verdiana em França, e Louise Mauroy-Panzani, que interpreta Cleo, uma criança de apenas seis anos de idade.

O enredo relaciona-se com a emigração cabo-verdiana, baseada na vida real da realizadora, uma história que homenageia e retrata a vida de uma ama que trabalhou com ela, mas que não é uma cabo-verdiana, embora retrate também a vida dos emigrantes quando saem de Cabo Verde à procura de uma vida melhor num outro país.

O filme conta a história de Cleo, uma criança que adora loucamente Gloria, a sua ama que a criou desde o nascimento, porque perdeu a mãe ainda bebé. Mas Glória vai ter de regressar urgentemente a Cabo Verde, para junto dos seus filhos. Antes de partir, Cléo pede que ela cumpra uma promessa: vê-la novamente o mais rápido possível. Glória convida-o para ir à sua ilha e ver a sua família, para passarem um último verão juntos.

Assista ao trailer de “A Ama de Cabo Verde”, um drama que aborda questões sobre a infância e a imigração.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados