Curtas Vila do Conde apresenta programação completa para a 32ª edição

A organização do festival Curtas Vila do Conde anunciou esta quarta-feira (26) no Teatro Municipal de Vila do Conde, a programação completa da 32ª edição que vai decorrer entre os dias 12 e 21 de julho, e que mais uma vez apresenta uma programação que olha para o panorama nacional e internacional do cinema, com especial enfoque na curta-metragem.

De acordo com o comunicado oficial, a seleção da Competição Nacional do Curtas, que funciona como um ponto de encontro para a comunidade cinematográfica portuguesa, volta a sublinhar a vitalidade, diversidade e energia de várias gerações de cineastas, alguns em estreia e outros já muito bem conhecidos pelo público do festival.

Filme “Percebes”, de © Laura Gonçalves e Alexandra Ramires

Na lista de filmes encontram-se obras de Isadora Neves Marques, Inês Lima e Daniel Soares, todos estreados mundialmente em Cannes, e pela primeira vez a competir no festival, os filmes de Rita M. Pestana, Patrícia Neves Gomes, Frederico Mesquita, Sofia Borges, Margarida Assis e Maria Trigo Teixeira. A secção conta ainda com o regresso de Margarida Vila-Nova, Pedro Caldas, Alexandra Ramires e Laura Gonçalves (melhor curta em Annecy, o maior festival de animação), Luís Costa, Mário Macedo, Joana Nogueira e Patrícia Rodrigues.

Já na Competição Internacional do Curtas, uma vitrine imprevisível para a melhor curta-metragem mundial, é composta por animações, ficções e documentários, com destaque para novos nomes como é o caso de Nebojša Slijepcevic, vencedor em Cannes, com “The Man Who Could Not Remain Silent”, Eric K. Boulianne, premiado em Locarno por “Making Babies”, e dois cineastas distinguidos em Roterdão, Frank Sweeney por “Few Can See” e Ilir Hasanaj por “Workers’ Wings”.

Filme “The Man Who Could Not Remain Silent”

Entre as caras conhecidas do público do Curtas encontram-se Torill Kove que apresenta “Maybe Elephants”, Samir Karahoda com “On the Way”, Florence Miailhe (Papillon), Nina Gantz (Wander to Wonder), Nicolas Keppens (Beautiful Men), Corina Schwingruber Ilic (Been There), e Elena López Riera, vencedora do Grande Prémio do Curtas em 2019, e destaque do programa New Voices em 2020.

A edição 2024 trazem de volta os filmes experimentais que “têm ocupado um lugar central na programação e no coração do festival, contribuindo inequivocamente para a afirmação da sua identidade”. Desta vez serão 23 filmes que se apresentam como “um espaço aberto ao pensamento crítico, ao sonho e à liberdade, em que o político, o pessoal e o poético coabitam.”

Filme “Estamos no Ar”

A programação também incluí os já anunciados focos nas obras de Bertrand Mandico e Elina Löwensohn, Alberto Vázquez, Laura Ferrés e Yorgos Zois, o programa em diálogo com a Solar – Galeria de Arte Cinemática da autoria de Morgan Quaintance e a vasta programação de propostas de cine-concertos do Stereo, além da programação dedicada a famílias (Curtinhas) e uma competição de filmes de escola Take One!.

A organização destaca ainda a primeira passagem a norte de “Estamos no Ar”, uma longa-metragem de Diogo Costa Amarante, e para todo o programa de conversas do festival, “que promove um encontro mais próximo entre público e os cineastas.”

Para mais informações consulte o site oficial do Curtas Vila do Conde.

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *