Ben Affleck vai dirigir a adaptação do drama histórico “King Leopold’s Ghost”

Ben Affleck vai dirigir King Leopold´s Ghost

Segundo o Deadline, Ben Affleck (Liga da Justiça) chegou a acordo com a One Community para dirigir o drama histórico “King Leopold’s Ghost”, uma adaptação ao grande ecrã do livro best-seller de Adam Hochschild, obra que a Editorial Caminho publicou em Portugal com o título “O Fantasma do Rei Leopoldo: Uma história de voracidade, terror e heroísmo na África colonial”, em que narra os factos sobre a pilhagem do Congo pelo rei da Bélgica, Leopold II, no final do século XIX.

Affleck também irá produzir este projeto através da sua produtora Pearl Street Films, ao lado de Martin Scorsese e Emma Koskoff-Tillinger, da Sikelia Productions. O guião está a ser escrito por Farhad Safinia, cineasta que coescreveu e dirigiu o filme “O Professor e o Louco“, com Mel Gibson e Sean Penn.

O filme irá cobrir um dos eventos mais atrozes e devastadores da história, situado num momento em que os países europeus procuravam encontrar maneiras de recuperar os recursos naturais da África, enquanto Leopoldo II se convertia no homem mais rico do mundo, com milhares de milhões escondidos em contas bancárias secretas, sacados da propriedade privada do Estado Independente do Congo, enviando um exército de mercenários para saquear cruelmente borracha e marfim.

Os valiosos carregamentos foram obtidos pelos habitantes locais, forçados a trabalhar. Aqueles que recusaram foram desmembrados ou assassinados brutalmente. O livro estima que nessa perseguição implacável foram mortos mais de 8 milhões de congoleses. A obra foi anteriormente a base para um documentário de 2006.

A longa-metragem estará centrada nos congoleses que desafiaram e combateram Leopoldo II, uma situação heróica que deu origem a uma ousada e improvável aliança entre um missionário americano negro, um jornalista de investigação inglês e um espião irlandês, que levaram à luz do dia os horrores e deram origem ao primeiro movimento de direitos humanos.

Depois que as fotografias foram divulgadas, a farsa de Leopoldo em espalhar o cristianismo no coração das trevas foi exposta como um ardil ganancioso, e o rei foi atacado por personalidades como Mark Twain, Booker T. Washington, Arthur Conan Doyle e Joseph Conrad, cuja repulsa pela “missão civilizadora” de Leopoldo levou-o a escrever o livro “O Coração das Trevas” (Heart of Darkness).

O filme é fruto da paixão pessoal de Affleck pela região, onde fundou a Eastern Congo Initiative. “King Leopold’s Ghost” é um projeto em que trabalha há vários anos e que num ponto esteve para ser desenvolvido como uma minissérie.

Artigos relacionados

Contribua com a sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *