“A Seleção”: Haifaa Al-Mansour vai dirigir adaptação para a Netflix

Haifaa Al-Mansour vai dirigir dilme A Seleção para a Netflix

A realizadora saudita Haifaa Al-Mansour (Mary Shelley) fechou um acordo com a Netflix para assumir a realização de um novo projeto. Segundo a Variety, a cineasta vai assumir o comando da adaptação de “A Seleção” (The Selection), o primeiro de uma série de livros da escritora Kiera Cass.

Publicado em 2012, o livro é um verdadeiro conto de fadas e passa-se num futuro distópico, onde 35 raparigas têm a possibilidade de escaparem a um destino que lhes está traçado desde o nascimento, de se perderem num mundo de vestidos cintilantes e jóias de valor inestimável e de viverem num palácio e competirem pelo coração do belo Príncipe Maxon.

A sinopse do livro diz ainda que: “Para America Singer, ser selecionada é um pesadelo. Terá de virar as costas ao seu amor secreto por Aspen, que pertence a uma casta abaixo da sua, deixar a sua família para entrar numa competição feroz por uma coroa que não deseja, e viver num palácio constantemente ameaçado pelos ataques violentos dos rebeldes. Mas é então que America conhece o Príncipe Maxon. Pouco a pouco, começa a questionar todos os planos que definiu para si mesma e percebe que a vida com que sempre sonhou pode não ter comparação com o futuro que nunca imaginou. 35 candidatas. Apenas uma coroa.”

A obra já esteve para ser adaptada numa série para a The CW em 2012 e 2013, mas ambos os pilotos não conseguiram luz verde para avançar. Em 2015 também foi anunciado que a Warner Bros. Pictures tinha adquirido os direitos de “A Seleção”, mas, como é óbvio, não chegou a entrar em produção.

Se este primeiro filme for bem sucedido, a Netflix pode dar início a uma nova franquia com a adaptação dos outros quatros livros da saga: “A Elite”, “A Escolha”, “A Herdeira” e “A Coroa”

Artigos relacionados