“O Amor Segundo Dalva”: Uma abordagem sensível de Emmanuelle Nicot sobre abuso infantil

Na próxima quinta-feira, dia 20 de junho, a Leopardo Filmes vai lançar nos cinemas portugueses o drama “O Amor Segundo Dalva“, a primeira longa-metragem da cineasta Emmanuelle Nicot, que foi exibido em estreia mundial na Semana da Crítica do Festival de Cannes 2022, sobre um assunto difícil de abordar, o abuso sexual infantil.

Numa abordagem sensível, o filme é mostrado do ponto de vista de uma vítima que foi levada para uma instituição e que não percebe que foi abusada. A atriz Zelda Samson interpreta a protagonista, Dalva, uma menina de 12 anos que se veste como uma mulher adulta, usa maquiagem e não espera ser tratada como uma criança.

No entanto, fica horrorizada quando uma noite, é subitamente retirada da casa onde vivia com o pai e colocada num centro de acolhimento de menores. Ela fica ainda mais consternada ao saber que seu pai foi preso. Aos poucos, Dalva acredita que o “amor” que ele demonstrou por ela é perfeitamente normal, pois foi escondida do mundo e imersa num relacionamento que ela considerava consensual.

Revoltada, e sem compreender o que se passa, conhece Jayden (Alexis Manenti), um educador, um tipo corpulento e sensato, mas claramente uma pessoa atenciosa e capaz de tentar fazer o que é certo por Dalva, assim como a sua colega de quarto Samia (Fanta Guirassy), uma adolescente com uma personalidade forte e cuja mãe é prostituta.

Embora “O Amor Segundo Dalva” comece como um drama, citando o crime máximo do incesto, o filme é uma trajetória de reconstrução e até de invenção, que leva o espetador a refletir se Dalva poderá recuperar a infância que lhe fora roubada. Assista ao trailer legendado:

Quer ficar a par de todas as novidades de cinema e televisão? Siga-nos nas redes sociais e não se esqueça de deixar um “like”!

Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e no Google Notícias. Pode ainda assistir aos trailers legendados no Youtube.

Artigos relacionados