Arranca hoje a 25ª edição do Festival Caminhos do Cinema Português

Festival Caminhos do Cinema Português 2019

O Festival Caminhos do Cinema Português está de regresso a Coimbra, de 22 a 30 de novembro, numa edição em que celebra as “bodas de prata”, com uma programação que pretende dar a conhecer o melhor cinema nacional contemporâneo, com a exibição de 177 filmes, entre curtas e longas-metragens, que vão animar o Teatro Académico de Gil Vicente, o Mini-Auditório Salgado Zenha e os Cinemas NOS do Alma Shopping.

Uma das principais novidades desta edição é a atribuição do Prémio Ethos, atribuído a Isabel Ruth pela sua carreira, atriz que irá marcar presença para receber a distinção na sessão de abertura, que terá um momento de celebração da sua obra cinematográfica, reunindo no mesmo palco a melodia da guitarra de Coimbra com os ritmos electrónicos do DJ Stereossauro com o tema “Verdes Anos”. Na sala branca do TAGV está patente uma exposição com o percurso da atriz.

Na principal secção competitiva, a “Seleção Caminhos”, vão estar presentes produções nacionais de todos os géneros cinematográficos, como documentários “Prazer, Camaradas!“, de José Filipe Costa, “Hálito Azul“, de Rodrigo Areias, e “Campo“, de Tiago Hespanha, ou filmes de ficção como “Variações“, de João Maia, “Vitalina Varela“, de Pedro Costa, “Tristeza e Alegria na Vida das Girafas“, de Tiago Guedes e “Alva“, de Ico Costa, bem como as curtas “Où En Êtes-Vous, Teresa Villaverde?“, “Past Perfect“, de Jorge Jácome, ou “Erva Daninha“, de Guilherme Daniel”.

A competição também abrange a secção “Ensaios”, dedicada às obras criadas em contexto académico, e a secção “Outros Olhares”, criada em 2018 e dedicada a um tipo de cinema experimental, que face à qualidade das propostas recebidas foi promiva nesta edição a categoria competitiva.

Além das Secções Competitivas, há espaço para Cinema Mundial, uma sessão especial o “Turno da Noite”. De modo complementar serão realizadas três exposições: a já citada exposição “Ethos”, a “Caminhos em Cartaz”, ambas no TAGV, e a “25 anos, 25 ilustradores”, no café do Teatro. No último dia, haverá também uma sessão de programação, no miniauditório Salgado Zenha, no edifício da Associação Académica, dirigida pelo realizador João Salaviza.

A 30 de novembro, às 21:45h, tem início a sessão de encerramento do festival, com atuação da banda RAGS da TAUC e a cerimónia de entrega dos prémios.

Para mais informações consulte o site oficial do Festival Caminhos do Cinema Português.

Artigos relacionados