“One Cut of the Dead”: Comédia japonesa de terror zombie terá uma versão norte-americana

Remake americano do filme japonês One Cut of the Dead

A comédia japonesa de terror zombie,”One Cut of the Dead” (Kamera o Tomeru Na!), que foi produzida com um orçamento minúsculo e desafiou as possibilidades de se tornar um dos maiores sucessos no Japão, vai ter uma versão norte-americana, de acordo com a notícia exclusiva do portal Variety.

Escrito e dirigido por Shinichiro Ueda, a trama do filme segue uma equipa que está a filmar o que aparenta ser um convencional filme de zombies, num armazém abandonado onde alegadamente o exército terá efectuado experiências com seres humanos. Então, de súbito, zombies reais entram no enquadramento gerando o caos. O realizador insiste que a câmara deve continuar a filmar.

Muitos filmes no Japão são feitos com um elenco e equipa que não são pagos, mas “One Cut of the Dead” foi mais longe, na medida em que alguns participantes pagaram para integrarem o filme, considerando-o como um projeto da escola.

“A maioria dos públicos americanos e ocidentais não o conseguirá ver. Tem apenas um lançamento limitado fora do Japão e não será lançado nos EUA . Isso é uma pena para um filme tão divertido e original”, disse Patrick Cunningham, um produtor americano baseado no Japão e cujos créditos incluem “Martha Marcy May Marlene (2011)”, que está por trás do empreendimento.

O filme foi produzido com um orçamento a rondar os 27 mil dólares e segundo Cunningham, o remake será feito nos mesmos moldes, ou seja, com um orçamento muito baixo. O produtor acrescentou também que: “O objetivo é que o maior número possível de pessoas o vejam”, explicando que isso poderia significar uma trajetória nos cinemas no estilo indie ou uma estratégia direta para streaming. “Saberemos mais sobre a direção que será necessária depois de anexarmos um argumentista e realizador.”

“One Cut of the Dead” passou por vários festivais internacionais, incluindo o MOTELx – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, onde foi exibido em setembro do ano passado.

Artigos relacionados